sicnot

Perfil

País

Pai de Rodrigo Lapa diz que a mãe deve saber mais do que o que diz

Pai de Rodrigo Lapa diz que a mãe deve saber mais do que o que diz

O pai de Rodrigo Lapa quebrou ontem o silêncio para pedir justiça pela morte do filho. Sérgio Lapa está convencido de que quem matou o filho não o fez sozinho e de que a mãe saberá mais do que diz sobre o que se passou.

  • Velório de Rodrigo Lapa com fortes medidas de segurança
    2:26

    País

    O corpo do jovem assassinado em Portimão começou a ser velado, esta tarde, sob fortes medidas de segurança. Horas antes, a irmã de Rodrigo, com apenas seis meses, foi retirada à mãe por determinação da Comissão de Proteção de Crianças e jovens. A mãe de Rodrigo Lapa terá tentado proteger o companheiro e ocultou factos à polícia. O padrasto acusava o jovem de lhe ter roubado dinheiro para comprar um telemóvel.

  • GNR obrigada a intervir no velório de Rodrigo Lapa em Portimão
    1:12

    País

    O velório de Rodrigo Lapa ficou marcado esta noite pela intervenção da GNR quando os populares começaram a dirigir à mãe do jovem assassinado em Portimão palavras hostis e acusações. Os militares entraram na capela e foi sob escolta que a mulher deixou o local. O repórter da SIC, João Tiago, acompanhou o velório e relatou a situação.

  • Jovem de 15 anos assassinado em Portimão homenageado
    4:43

    País

    Na zona ribeirinha de Portimão está prestes a começar uma homenagem ao jovem de 15 anos assassinado no Algarve. O funeral de Rodrigo Lapa decorreu hoje de manhã sem a presença da mãe. Tal como ontem à noite no velório, Célia Barreto só conseguiu assistir à cerimónia religiosa com escolta.

  • Amiga do pai de Rodrigo fala em relação difícil entre o rapaz e o padrasto
    1:44

    País

    O adolescente encontrado morto em Portimão foi autopsiado esta manhã. O resultado ainda não é conhecido, mas o corpo de Rodrigo Lapa apresentava evidentes sinais de violência. O padrasto é o principal suspeito e viajou para o Brasil. A mãe foi ouvida pela Polícia Judiciária mas está em liberdade. A SIC falou com uma amiga do pai de Rodrigo que diz que o rapaz se queixava de maus tratos por parte do padrasto.

  • Joaquim Lara Pinto, principal suspeito da morte de Rodrigo
    2:17

    País

    Joaquim Lara Pinto é o principal suspeito da morte de Rodrigo Lapa. O homem de 42 anos estava desempregado. Viajou para o Brasil no dia em que Rodrigo, de 15 anos, desapareceu. A viagem tinha sido comprada há cerca de um mês. A mãe reafirma que Rodrigo e o padrasto tinham uma relação cordial.

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira