sicnot

Perfil

País

Sindicato da PSP ameaça com protestos para exigir promoção de mais 500 polícias

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP) ameaçou hoje fazer ações de protesto, caso o Governo não promova, nos próximos dias, os mais de 500 polícias que esperam, quase há dois anos, pela conclusão do concurso.

(Arquivo Lusa)

(Arquivo Lusa)

LUSA

Segundo a ASPP, cerca de 500 agentes e 50 chefes aguardam, desde setembro de 2014, pela conclusão do concurso de promoção a agente principal e chefe principal.

"Passado este longo período de atrasos e de muita argumentação para a justificação desta espera, que continua sem fim à vista, a ASPP/PSP exige ao Governo que ponha fim a esta situação, que tem resultado em grandes prejuízos", adianta o sindicato, em comunicado.

Nesse sentido, e "caso nos próximos dias este problema não seja resolvido", a ASPP anuncia que "não terá outra alternativa que não seja desenvolver ações de protesto".

Também na semana passada, o Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL) pediu esclarecimentos ao Ministério da Administração Interna (MAI) sobre os atrasos nas promoções dos mais de 500 polícias.

O presidente do SINAPOL, Armando Ferreira, disse à agência Lusa que "nunca um processo" de promoção demorou tanto tempo como este, afirmando que, desde 01 de dezembro de 2015, com a entrada em vigor do novo estatuto, cabe à ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, promover os polícias.

De acordo com o presidente do SINAPOL, a promoção de agente para agente principal envolve um aumento de cerca de 250 euros.

Além dos mais de 500 agentes e chefes, estão também à espera para serem promovidos a comissário 44 subcomissários.

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.