sicnot

Perfil

País

Crianças de lar onde ocorreu derrame de ácido serão alojadas noutros locais

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, entidade responsável pelo lar juvenil onde hoje quatro mulheres sofreram ferimentos ligeiros na sequência de um derrame de ácido, informou que as crianças vão ser alojadas noutros espaços esta noite.

Arquivo

Arquivo

SIC

Apesar de os bombeiros já terem garantido que foram restabelecidas as condições de segurança, "a Santa Casa vai redistribuir as crianças pela sua rede de casas de acolhimento para passarem esta noite", adiantou à Lusa fonte da Santa Casa da Misericórdia.

No local onde ocorreu o incidente não estava presente nenhuma das 12 crianças moradoras no lar, que àquela hora se encontravam na escola, e as vítimas são funcionárias da instituição, explicou.

Segundo fonte do Hospital de S. José, local para onde foram transportadas as vítimas pelo Instituto Nacional de Emergência Médica, apenas três mulheres se encontram em observação, tendo uma delas já recebida alta.

Os bombeiros disseram à Lusa que o incidente ocorreu num lar situado na Rua Ribeiro Sanches.

Perto das 16:30, esta via estava parcialmente cortada ao trânsito. Nas ruas Presidente de Arriaga e do Olival ainda não era possível circular de automóvel.

Entre outros meios envolvidos, no local estiveram uma ambulância de emergência médica e uma viatura de suporte imediato de vida.

Pelas 16:30 mantinham-se ainda a PSP, os bombeiros e a Proteção Civil.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC