sicnot

Perfil

País

Mais de 30 pessoas morrem diariamente devido a doenças respiratórias

As doenças respiratórias matam uma média superior a 30 pessoas por dia em Portugal, mas a mortalidade tem decaído desde 2012, segundo um relatório da Direção-geral da Saúde que é hoje apresentado.

O número de óbitos por doenças respiratórias foi tendo aumentos quase constantes entre 2007 e 2012, mas em 2013 assistiu-se a um decréscimo de 10% em relação ao ano anterior, com um total de 12.611 mortes.

Em 2014 voltaram a registar-se menos mortes, num total de 12.147, mais de 6.200 em homens e cerca de 5.800 nas mulheres.

Dentro das doenças respiratórias, as pneumonias são as patologias que mais mortes provocam, contribuindo com 46% para a mortalidade respiratória. Ainda assim, a taxa padronizada de mortalidade por pneumonias registou uma redução de 23,5% em 2013 em comparação com dados de 2009.

Tem decrescido igualmente a taxa padronizada de mortalidade por bronquite, enfisema pulmonar e outras doenças pulmonares obstrutivas crónicas.

Já a asma, que tradicionalmente tem taxa de mortalidade reduzida, não tem sofrido variações significativas desde 2007.

Em termos comparativos com outros países europeus, Portugal apresenta uma das mais elevadas taxas de mortalidade padronizada por pneumonia, mas uma das mais reduzidas por asma e doença pulmonar obstrutiva crónica.

As doenças respiratórias crónicas, que constituem a terceira causa de morte em Portugal depois das cardiovasculares e do cancro, são a quinta principal causa de internamento e a primeira causa de mortalidade intra-hospitalar.

Como principais recomendações, o relatório "Doenças respiratórias em números -- 2015" sugere o aumento da taxa de cobertura vacinal contra a gripe, sobretudo acima dos 65 anos, incrementar a taxa de cobertura para a vacina contra as infeções pneumocócicas e melhorar a acessibilidade à terapêutica da cessação tabágica após a alta para todos os fumadores internados por doenças respiratória.

Lusa

  • Rinite alérgica afeta 20 a 30% dos portugueses

    País

    Adelaide Alves esteve, no início de abril, dois dias sem sair de casa, com as janelas fechadas, devido à elevada concentração de pólenes na atmosfera, problema que agrava os sintomas da sua rinite alérgica crónica. À agência Lusa, a reformada, de 82 anos, confessou que a doença respiratória, diagnosticada há mais de duas décadas, lhe causa transtorno, impossibilitando-a de se deslocar à rua nos dias mais secos e ventosos. 

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois da polémica no jogo entre Estoril-Praia e FC Porto, um cântico polémico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.