sicnot

Perfil

País

Vela pode estar na origem do incêndio na Cova da Moura

O incêndio que vitimou, hoje de madrugada, um homem, de 74 anos, e uma mulher, com 73, numa casa na Cova da Moura, pode ter sido originado por uma vela, admitiu o comandante dos Bombeiros Voluntários da Amadora.

"Provavelmente foi uma vela, porque a casa tinha lixo até ao teto e não tinha eletricidade, portanto, aquilo foi uma vela que ficou para ali", disse à Lusa o comandante Mário Conde.

O fogo na casa de piso térreo na Rua das Hortas, no centro do bairro da Cova da Moura, deflagrou pelas 04:05 e provocou a morte aos dois moradores, que foram retirados inconscientes da habitação e assistidos no local por uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

"A extinção do fogo foi rápida, o rescaldo é que foi mais complexo devido ao que a habitação tinha lá dentro", descreveu o comandante dos bombeiros, acrescentando que o sinistro foi extinto em cerca de meia hora.

Mário Conde apontou que "havia meio metro entre o teto e o lixo", sublinhando a enorme quantidade de resíduos, sacos, roupas e objetos e lixo que se encontravam no interior da habitação.

Um vizinho que morava ao lado da casa também sofreu ferimentos ligeiros, "por intoxicação de fumos, mas foi assistido no local e não foi preciso ir ao hospital", adiantou.

"Supõe-se, pelas informações que temos, que tenha sido uma vela a provocar o fogo", confirmou o comandante do Serviço Municipal de Proteção Civil da Amadora, Luís Carvalho, embora notando que a investigação se encontra a cargo da Polícia Judiciária.

Segundo Mário Conde, as principais dificuldades no combate ao sinistro derivaram dos "efeitos da combustão, dos fumos, porque labareda não houve muita" e "o fogo foi extinto sem grande dificuldade, o grande problema foi o acesso à habitação".

"Aquela situação não estava identificada pela assistente social. O filho sabia, mas a nível de instituições ninguém sabia de nada", adiantou o comandante dos bombeiros, em relação à situação de acumulação de objetos no interior da residência.

O responsável da Proteção Civil esclareceu que, apesar de alguns moradores referirem que já tinham avisado para a situação dos idosos, "os serviços de Ação Social, que possuem uma intervenção mais visível, não tinham o caso sinalizado".

"Estamos a fazer operações de limpeza, mas dada uma grande acumulação de lixo vamos prolongar os trabalhos até ao final do dia", revelou Luís Carvalho, frisando que a demora também decorre das necessidades de recolha de elementos pelas autoridades policiais.

Os bombeiros da Amadora desalocaram para o combate ao fogo seis viaturas e 18 voluntários e no local estiveram ainda elementos do INEM, do Serviço Municipal de Proteção Civil, da PSP e da Polícia Judiciária, para investigar as causas do incêndio.

Lusa

  • "O que mais tem havido nesta altura são respostas precipitadas"
    7:21

    Opinião

    Foi um "debate contigo" o de hoje, no Parlamento, sobretudo no frente-a-frente entre António Costa e Passos Coelho, na opinião de Bernardo Ferrão. O subdiretor de informação da SIC sublinha uma declaração "mortal" do primeiro-ministro, quando este disse que "ninguém quer respostas precipitadas". Por outro lado, a comissão técnica independente pedida pelo PSD pode virar-se contra o próprio partido.

    Bernardo Ferrão

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Cozido ou empanadas chilenas para o jantar?
    5:20

    Taça das Confederações

    Portugal e Chile defrontam-se esta quarta-feira em jogo das meias-finais da Taça das Confederações. O jornalista Gonçalo Azevedo Ferreira fala sobre as previsões da imprensa chilena para o encontro, revela alguns dados sobre as presenças de Portugal e Chile em grandes competições e mostra, através das redes sociais, o lado mais descontraído da antevisão deste duelo.

  • Portugal vai pagar 3.500 milhões ao FMI até agosto
    1:18

    Economia

    Portugal vai pagar, até agosto, 3.500 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional. Mil milhões seguem já na sexta-feira. A antecipação do pagamento foi esta quarta-feira formalmente autorizada pelos parceiros e credores europeus.

  • Trump volta a criticar as chamadas "fake news"

    Mundo

    O Presidente norte-americano voltou a criticar aquilo a que chama de "fake news", em português "notícias falsas". Através da rede social twitter, Donald Trump diz que o jornal New York Times "nem sequer liga para verificar os factos e que, por isso, dá notícias falsas".

  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.