sicnot

Perfil

País

Joana Marques Vidal considera fundamental reinserção dos reclusos na sociedade

A procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, considerou esta quinta-feira que a reinserção dos reclusos na sociedade, após o cumprimento de penas, é "muito importante", porque é uma oportunidade que a comunidade lhes dá para deixar de cometer crimes.

Joana Marques Vidal, procuradora-geral da República.

Joana Marques Vidal, procuradora-geral da República.

LUSA

"Qualquer reinserção social de um delinquente é uma oportunidade que a comunidade dá a si mesma, porque é também a certeza de que aquela pessoa, ao se inserir naquela comunidade, deixará de cometer crimes e adotar procedimentos que põem em causa valores fundamentais", disse Joana Marques Vidal, durante a conferência "Arte e Cidadania - Diálogos em Contexto Prisional", no Porto.

A procuradora-geral da República lembrou que a finalidade da aplicação de penas é a defesa de bens e valores essenciais para a sociedade e a reintegração dos delinquentes.

Joana Marques Vidal referiu que, contudo, "ainda há alguma referência" na sociedade de que punir as pessoas é unicamente para as castigar, não importando o passo seguinte.

"O fundamental não é castigar, o fundamental é proteger determinados bens e procurar a reinserção social de quem os violou, proporcionando-lhes (delinquentes) as condições para que, voluntariamente, abandonem o crime", sustentou.

"É importante que os reclusos saiam das cadeias e saibam viver em sociedade", afirmou.

Além disso, Joana Marques Vidal realçou que as leis, sobretudo as que regem o dia-a-dia, deviam ser conhecidas por todos.

"Os instrumentos legais devem ser olhados como qualquer instrumento útil para a nossa vida", entendeu.

Quanto aos projetos direcionados aos reclusos, a procuradora-geral da República salientou serem "extremamente válidos", porque desenvolvem a inclusão, educação, autoestima e aptidões artísticas e culturais.

"Este tipo de projetos são muito importantes e têm tido resultados muito positivos", avançou.

O projeto ECOAR - Empregabilidade, Competências e Arte, cuja conferência final se realizou hoje, iniciou-se em novembro de 2014 e permitiu aos reclusos de quatro prisões do norte de desenvolverem processos de criação artística como a música, as artes circenses, a dança ou o teatro.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas