sicnot

Perfil

País

Marcelo diz que é tempo de "falar mais" do que valoriza Portugal

Marcelo diz que é tempo de "falar mais" do que valoriza Portugal

Marcelo rebelo de Sousa foi recebido pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira. O autarca pediu ao Presidente da República que lutasse contra as desigualdades, injustiças e o centralismo. No terceiro e último dia das cerimónias de tomada de posse, Marcelo voltou a defender a ideia de que as crises não são o único horizonte possível para Portugal.

  • Marcelo abraçado pela multidão no Porto
    3:06

    Marcelo sucede a Cavaco

    Foi um banho de multidão que rodeou o Presidente da República, há instantes no Porto, no final da cerimónia na Câmara, onde Marcelo Rebelo de Sousa encerrou as cermónias da tomada de posse. À saída, quebrou o protocolo e foi mergulhar na multidão, um momento inédito num Presidente e testemunhado pelo repórter Miguel Mota.

  • Marcelo escolhe o Porto para fechar cerimónias de tomada de posse
    1:27

    Marcelo sucede a Cavaco

    O Presidente da República está no Porto para o último dia das cerimónias da tomada de posse. Marcelo Rebelo de Sousa foi recebido, esta manhã, na câmara da cidade pelo presidente Rui Moreira. Na agenda do chefe de Estado está ainda uma visita a uma exposição na Galeria Municipal e também uma deslocação ao bairro do Cerco, onde vai assistir a um espetáculo de hip hop. Esta é a primeira vez que as cerimónias associadas à tomada de posse de um Presidente da República são estendidas à cidade do Porto .

  • Reportagem Especial dá a voz aos despedidos da banca
    1:18
  • CEMGFA admite que várias armas roubadas estão em condições de ser usadas
    2:06

    Assalto em Tancos

    Afinal há várias armas roubadas em Tancos que estão em condições de ser utilizadas, sendo que apenas os lança-granadas-foguete estão obsoletos. Esta manhã, o general Pina Monteiro admitiu, no Parlamento, que a declaração que fez há duas semanas pode ter induzido em erro a opinião pública. O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) diz, ainda, que se houvesse indícios sobre colaboração do Exército neste caso, os suspeitos estariam presos.

  • Pais de Charlie Gard querem que o bebé morra em casa

    Mundo

    Depois de terem renunciado à batalha judicial para manterem o filho com vida, os pais do bebé britânico Charlie Gard desejam agora levar a criança para morrer em casa. O desejo foi revelado pelo advogado de Chris Gard e Connie Yates, numa audiência esta tarde, no Supremo Tribunal de Londres. Contudo, o hospital responsável pelo caso admite que os cuidados a Charlie não podem ser feitos em casa.