sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade nas regiões norte e centro durante a tarde e vento fraco a moderado do quadrante norte, soprando moderado a forte na faixa costeira ocidental até ao fim da manhã.

A previsão aponta ainda para acentuado arrefecimento noturno, com formação de geada em especial nas regiões do interior norte e centro, pequena descida da temperatura mínima e pequena subida da temperatura máxima nas regiões norte e centro e neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais.

Para a Madeira, o IPMA estima para hoje céu geralmente muito nublado, com abertas nas vertentes sul, aguaceiros fracos nas vertentes norte e nas terras altas, diminuindo de frequência a partir da tarde, e vento moderado a forte de nordeste, com rajadas da ordem de 70 quilómetros por hora nas terras altas, diminuindo para moderado a partir da tarde.

Nos Açores prevê-se céu geralmente muito nublado, períodos de chuva, que poderá ser forte durante a tarde nos grupos ocidental (Flores e corvo) e central (Graciosa, Terceira, Faial, Pico e São Jorge) e vento sul moderado a fresco, com rajadas até 55 quilómetros por hora.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 08 e 16 graus Celsius, no Porto entre 05 e 16, em Vila Real entre 03 e 13, em Viseu entre 01 e 12, em Bragança entre -01 e 13, na Guarda entre -1 e 09, em Coimbra entre 02 e 16, em Castelo Branco entre 05 e 15, em Santarém entre 05 e 18, em Évora entre 04 e 16, em Beja entre 04 e 15, em Faro entre 08 e 17, no Funchal entre 14 e 19, em Ponta Delgada entre 12 e 17, em Santa Cruz das Flores e em Angra do Heroísmo entre 15 e 18.

Com Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24