sicnot

Perfil

País

Quase 60% bebem água da torneira e 12% têm sistemas de tratamento indesejáveis

Quase 60% dos inquiridos num estudo hoje divulgado consomem água da rede pública e, destes, 12,4% têm sistemas de tratamento doméstico, que podem introduzir "alterações nefastas", sendo "supérfluos e indesejáveis".

Uma das conclusões do inquérito aos hábitos de consumo de água dos portugueses, que será apresentado pela coordenadora do Departamento de Saúde Ambiental do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), Helena Rebelo, é que "12,4% dos inquiridos que consomem água da rede pública têm instalados sistemas de tratamento doméstico".

Os responsáveis do trabalho alertam que "estes sistemas introduzem habitualmente alterações nefastas na água resultando num produto com deficiente qualidade higiénica ou com baixo valor alimentar, sendo, regra geral, supérfluos e indesejáveis".

"A sensibilidade e os conhecimentos dos cidadãos relativamente aos vários aspetos relacionados com a qualidade da água nem sempre é a mais adequada o que pode levar muitas vezes a escolhas incorretas", acrescentam.

Por outro lado, "3,8 % dos inquiridos consomem água de origens não controladas o que constitui um risco potencial para a saúde, caso estas águas não sejam controladas e corrigidas".

O inquérito foi lançado online a 14 de fevereiro de 2014 e durante 18 meses recebeu contributos, obtendo um total de 757 respostas, das quais a maioria, ou 557, foram de mulheres, e os seus promotores referem que "os resultados obtidos representam apenas orientações uma vez que não são extrapoláveis para a população".

Segundo as respostas, 35% dos inquiridos num estudo bebe diariamente entre meio litro e um litro de água e pouco mais de 30% consome entre um litro e 1,5 litros.

Quanto à origem, 96,2% dos inquiridos opta pela rede pública de distribuição (58,4%) ou água acondicionada (37,8%), o que é "garantia de acesso a uma água de qualidade", a que se juntam 2,5% que consome água de fontanários públicos e 1,3% de captações particulares.

O estudo revela ainda que 8,1% dos inquiridos que consomem da rede pública registam alterações organoléticas, no aspeto da água, o que pode ser explicado pelo desenvolvimento de processos de corrosão no sistema predial pela instalação de tratamentos domésticos.

Aliás, a razão apontada por 40% dos inquiridos para instalar sistemas de tratamento relaciona-se com as alterações organoléticas, enquanto para 23,6% a decisão se deve à desconfiança na água distribuída.

Entre aqueles que bebem água engarrafada, 17,1% não variam de marca e o estudo salienta que "o consumo permanente de uma água com (muito) baixa mineralização não é desejável por ser um produto com fraco valor alimentar que poderá levar a estados de carência mineral".

A apresentação dos resultados do inquérito vai decorrer durante as Primeiras Jornadas da Água: uma Questão de Saúde Pública" que decorrem hoje em Lisboa.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.