sicnot

Perfil

País

Suinicultores abandonaram reunião no Ministério da Agricultura

Os representantes dos suinicultores que estão a manifestar-se em Lisboa abandonaram hoje uma reunião no Ministério da Agricultura quando perceberam que o ministro Capoulas Santos não estaria presente.

(arquivo)

(arquivo)

"Foi-me transmitido que o senhor ministro receberia uma delegação de cinco pessoas. Estivemos à espera até que fomos recebidos pelo assessor e pelo chefe de gabinete. Levantamo-nos e viemos embora", disse aos jornalistas João Correia, um dos representantes dos suinicultores.

No entanto, os suinicultores deixaram um "presente" ao ministro, um porco bebé dentro de uma caixa de transporte de animais.

Os contestatários exigem medidas de apoio ao setor, nomeadamente uma linha de crédito bonificado e que Portugal exija na União Europeia o fim do embargo à Rússia.

Os suinicultores querem ainda que as autoridades portuguesas trabalhem para abrir novos canais de exportação.

"Os políticos que assumam que o setor de suinicultura não interessa a Portugal, mas se é assim que o digam e aí teremos 200 mil pessoas a apresentar-se nos centros de emprego", disse João Correia.

Segundo os suinicultores, o mercado europeu tem excesso de oferta, o que está a baixar ainda mais o preço, obrigando os produtores a venderem a carne de porco abaixo do custo de produção.

"Por semana entram em Portugal 25 mil porcos vivos e mais de um milhão de quilos de carne apenas vindos de Espanha", disse João Correia.

Os representantes dos suinicultores vão reunir-se em seguida para decidir o que fazer, enquanto dezenas de pessoas continuam concentradas em protesto em frente ao Ministério da Agricultura, em Lisboa, com cartazes e bandeiras negras, com a polícia a reforçar a sua presença no local.

João Correia afirmou que na reunião será decidido quais serão as próximas ações de luta, numa altura em que os camiões de suinicultores estão nos acessos de entrada e saída de Lisboa.

Lusa

  • Suinicultores prometem bloquear Lisboa com 250 camiões

    País

    As associações de suinicultores, hoje em protesto em Lisboa, prometem bloquear a cidade com cerca de 250 camiões. Na 2ª Circular vários manifestantes já circularam em marcha lenta, outros estão a caminho. Entretanto, um grupo de suinicultores está a ser recebido pelo ministro da Agricultura.

  • "O setor da suinicultura, em Portugal e na Europa, vive tempos muito difíceis"
    1:19

    Economia

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, admitiu hoje numa conferência de imprensa que o setor da suinicultura tem vivido tempos difíceis, mas lembrou também que o problema é europeu. O ministro vai reunir-se na próxima semana com o Comissário da Agricultura, em Bruxelas, para debater a questão e avaliar as medidas nacionais a serem tomadas.

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.