sicnot

Perfil

País

Aviso amarelo nos Açores devido à previsão de chuva forte

Sete das nove ilhas dos Açores vão estar este domingo sob 'Aviso Amarelo', devido à passagem pelo arquipélago de uma superfície frontal fria, que poderá provocar precipitação "pontualmente forte".

© Eloy Alonso / Reuters

Segundo um comunicado emitido pelo Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), o agravamento do estado do tempo irá verificar-se nos Grupos Ocidental (Flores e Corvo) e Central (Faial, Pico, São Jorge, Graciosa e Terceira).

Segundo as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a passagem desta "superfície frontal fria com ondulações", provocará um agravamento do estado do tempo nos Açores, no Grupo Ocidental (entre as 02:00 e as 17:00 de domingo), e no Grupo Central (entre as 11:00 e as 21:00 de domingo).

A Proteção Civil lembra que o eventual impacto do agravamento do estado do tempo poderá ser minimizado através da adoção de "comportamentos adequados", recomendando, por isso, que sejam tomadas as "medidas de autoproteção habituais nestas situações".

"Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento", são algumas das recomendações da Proteção Civil.

O Serviço de Proteção Civil dos Açores apela também para que as pessoas estejam "atentas aos alertas" que entretanto venham a ser lançados.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.