sicnot

Perfil

País

Direção de Cristas eleita com quase 96% dos votos

A comissão política da nova líder do CDS-PP, Assunção Cristas, foi hoje eleita com 95,59% dos votos, mais do que a última de Paulo Portas, mas a direção perdeu lugares no Conselho Nacional.

ESTELA SILVA

A Comissão Política Nacional conseguiu 1.191 votos de um total de 1246 votantes (55 brancos), numa percentagem de 95,59% dos votos.

No anterior Congresso, em Oliveira do Bairro (Aveiro), a direção de Paulo Portas tinha sido eleita com menos votos - 85,9% - mas conseguiu eleger mais lugares no Conselho Nacional, o 'parlamento' do partido: 58 em 70 lugares.

Ao Conselho Nacional concorreram duas listas: a de Assunção Cristas, que teve como primeiro nome António Lobo Xavier, tendo a primeira conseguido 942 votos (correspondentes a 75,48% e 54 lugares) e a segunda 288 votos (23,08%, 16 lugares).

Também ao Conselho Nacional de Jurisdição concorreram duas listas: a da direção, que conseguiu 957 votos (76,5%), e uma coordenada com Filipe Lobo d'Ávila, encabeçada por Pedro Melo, que foi o único eleito, com 251 votos (20%).

Aos restantes órgãos concorria apenas uma lista: a Mesa do Congresso, que terá novamente como presidente Luís Queiró, foi eleita com 94,4% dos votos, a Mesa do Conselho Nacional, liderada por Telmo Correia, obteve 93,56%, e o Conselho de Fiscalização, presidido por Alberto Coelho, eleito com 94,57% dos votos.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.