sicnot

Perfil

País

Direção de Cristas eleita com quase 96% dos votos

A comissão política da nova líder do CDS-PP, Assunção Cristas, foi hoje eleita com 95,59% dos votos, mais do que a última de Paulo Portas, mas a direção perdeu lugares no Conselho Nacional.

ESTELA SILVA

A Comissão Política Nacional conseguiu 1.191 votos de um total de 1246 votantes (55 brancos), numa percentagem de 95,59% dos votos.

No anterior Congresso, em Oliveira do Bairro (Aveiro), a direção de Paulo Portas tinha sido eleita com menos votos - 85,9% - mas conseguiu eleger mais lugares no Conselho Nacional, o 'parlamento' do partido: 58 em 70 lugares.

Ao Conselho Nacional concorreram duas listas: a de Assunção Cristas, que teve como primeiro nome António Lobo Xavier, tendo a primeira conseguido 942 votos (correspondentes a 75,48% e 54 lugares) e a segunda 288 votos (23,08%, 16 lugares).

Também ao Conselho Nacional de Jurisdição concorreram duas listas: a da direção, que conseguiu 957 votos (76,5%), e uma coordenada com Filipe Lobo d'Ávila, encabeçada por Pedro Melo, que foi o único eleito, com 251 votos (20%).

Aos restantes órgãos concorria apenas uma lista: a Mesa do Congresso, que terá novamente como presidente Luís Queiró, foi eleita com 94,4% dos votos, a Mesa do Conselho Nacional, liderada por Telmo Correia, obteve 93,56%, e o Conselho de Fiscalização, presidido por Alberto Coelho, eleito com 94,57% dos votos.

Lusa

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.