sicnot

Perfil

País

Câmara de Lisboa quer experimentar motas nas faixas de transportes públicos

A Câmara de Lisboa quer aprovar na quarta-feira, de forma experimental, a circulação de motociclos nas faixas de transportes públicos, intenção que o CDS-PP, que iniciou a discussão, vê como "poucochinho" e que "vem tarde".

Arquivo

Arquivo

LUSA

A proposta, assinada pelos vereadores Manuel Salgado (Urbanismo) e Carlos Manuel Castro (Mobilidade de Proximidade), explica que a alteração do Código da Estrada veio permitir esta aplicação, mediante deliberação municipal e que, por isso, a Direção Municipal de Mobilidade e Transportes estudou a possibilidade de as motas circularem nas vias reservadas a transportes públicos, as chamadas faixas bus.

Desse estudo, "conclui-se que se deverá iniciar o processo de forma experimental sob a forma de um projeto-piloto, à semelhança de outros municípios, o qual, se bem-sucedido, poderá ser alargado ao resto da cidade", apontam os autarcas.

Assim, optou-se por experimentar a ideia nas avenidas Calouste Gulbenkian e de Berna (entre a Praça de Espanha e o Largo Azeredo Perdigão) e na Rua Braamcamp (entre a Rua Rodrigo da Fonseca e a Rua Duque de Palmela).

"O referido estudo e a escolha das vias ora em deliberação tiveram por base, entre outros, critérios de segurança na circulação, fluidez de tráfego e a ligação entre pontos de atração, zonas residenciais, polos de emprego, redes de transporte público e interfaces", justificam os vereadores.

Manuel Salgado e Carlos Manuel Castro adiantam que os pareceres solicitados à Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes, "se bem que sem caráter vinculativo, vieram, na sua generalidade, apoiar e incentivar esta medida, desde que fiquem acauteladas as necessárias medidas de segurança rodoviária e a necessária monitorização e avaliação do projeto-piloto, essencialmente ao nível da sinistralidade".

Em declarações à agência Lusa, o vereador do CDS-PP na autarquia, João Gonçalves Pereira, defendeu que "fizeram (os vereadores) aqui uma marotice" por não ter sido feita referência à proposta apresentada pelos centristas em fevereiro de 2015.

Na altura, ficou assente que, com o documento aprovado por unanimidade, a Direção Municipal de Mobilidade e Transportes iria realizar em seis meses um estudo sobre a viabilidade do projeto, que seria, numa primeira fase, aplicado numa zona piloto a definir.

Sobre a proposta em si, Gonçalves Pereira congratulou-se com a intenção de se avançar com esta permissão, "15 meses depois de a proposta do CDS-PP ter sido feita".

"Isto vem tarde, mas mais vale tarde do que nunca", disse, referindo que em causa está um "ganho para quem anda de mota em Lisboa, em termos do tempo do percurso e do impacto na redução da sinistralidade".

Contudo, sustentou que "isto é poucochinho", pois "poderiam ter sido incluídas mais duas ou três zonas da cidade" nesta fase experimental, que durará 180 dias.

Esta proposta extra-agenda será debatida na reunião privada de quarta-feira.

Lusa

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália. As equipas de socorro conseguiram resgatar duas pessoas, mas admitem ainda a existência de quase 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • Mortágua acusa PSD de andar a brincar com a vida das pessoas
    0:47

    Opinião

    No Esquerda/Direita da SIC Notícias, António Leitão Amaro reafirmou ontem à noite que o PSD não é contra o aumento do salário mínimo mas contra a descida da TSU. Já Mariana Mortágua acusou os sociais-democratas de andar a brincar com a vida dos portugueses.

  • Temperaturas negativas congelam rio em Bragança
    1:26

    País

    As baixas temperaturas os últimos dois dias, com as mínimas a descer até aos 10 graus negativos durante a noite e madrugada, congelaram o rio que atravessa a aldeia de Gimonde, no concelho de Bragança. O repórter da SIC João Faiões esteve esta manhã no local.

  • Pelo menos 30 mortos e 75 feridos em incêndio e derrocada de edifício em Teerão

    Mundo

    Pelo menos 30 bombeiros morreram esta quinta-feira e cerca de 75 pessoas ficaram feridas em Teerão, quando um edifício de 17 andares ruiu depois de ser consumido pelas chamas, noticiaram os meios de comunicação estatais iranianos. O edifício "Plasco" situa-se no centro da capital iraniana, a norte da zona do mercado.

    Em desenvolvimento

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.

  • Feriado no Carnaval e fim das pontes chumbados
    2:15

    País

    Nem o Carnaval vai passar a ser feriado, nem as pontes vão acabar. O PS rejeitou esta quarta-feira no Parlamento uma proposta do PSD para que os feriados a meio da semana sejam gozados na segunda-feira seguinte. Ao mesmo tempo, os socialistas recusaram duas propostas apoiadas pelos partidos de esquerda, para que o Carnaval passasse a ser sempre feriado.

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16