sicnot

Perfil

País

Angola elogia Paulo Portas

O Jornal de Angola elogiou a postura de Paulo Portas que este fim de semana, no seu último discurso como lider do CDS-PP, alertou para o perigo da judicialização das relações entre Portugal e Angola, que apontou como um "caminho sem retorno".

ESTELA SILVA

O editorial do jornal estatal angolano "lê" as palavras de Portas como uma crítica ao caso que envolve o vice-presidente Manuel Vicente, apontado como suspeito de ter pago luvas ao procurador da República Orlando Figueira para arquivar a investigação à compra de um apartamento de luxo no Estoril.

Na semana passada, o Jornal de Angola publicou um outro editorial intitulado "a Vingança do Colono", no qual denunciava a instrumentalização da Justiça portuguesa para lançar na lama o nome de dirigentes angolanos.

  • Paulo Portas faz último discurso como líder do CDS-PP
    3:11

    País

    Paulo Portas despediu-se, esta tarde, da liderança do CDS com vários recados para dentro e para fora. Elogiou a transição ordenada no partido, disse que acabou o tempo do voto útil no PSD e acusou o Bloco de Esquerda de falhar no apoio à Grécia. Na frente externa, apelou aos órgãos de soberania para evitarem a judicialização da relação com Angola. Um discurso de quase uma hora, que foi o último como líder do CDS. Dezasseis anos depois, Paulo Portas emocionou-se e não evitou as lágrimas.

  • Mergulhadores espanhóis e forenses envolvidos nas buscas no rio Minho
    0:35
  • Portugal vai testar capacidade de resposta a ciberataque
    0:22

    País

    O exercício está marcado para os dias 09 e 10 de maio e é o primeiro a nível nacional a testar um ciberataque em Portugal. O teste é organizado pelo Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) para apurar "o "grau de preparação" das várias entidades públicas e privadas, mas já conclusões a ter em conta. Segundo o coordenador do CNCS, Pedro Veiga confirma-se tendência para os ataques serem cada vez mais sofisticados e é preciso alertar a população para o que publicam na internet e se pode colocar em risco a privacidade e a segurança.

  • As suspeitas que recaem sobre Ricardo Salgado e Manuel Pinho
    2:00