sicnot

Perfil

País

Jovem morre após agressão com faca em Amarante

Um rapaz de 27 anos morreu hoje junto ao campo de futebol freguesia de Gatão, em Amarante (Porto), na sequência de um golpe de arma branca junto ao coração, disse hoje à Lusa fonte da GNR.

A vítima regressaria a casa com amigos de uma rave (festa de música eletrónica) em Celorico de Basto, e terá havido um desentendimento por uma causa "fútil" e o agressor, de 22 anos, pegou numa faca que existia no carro e "acertou junto ao coração", explicou à Lusa o comandante da GNR de Amarante.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro do Porto disse à Lusa que o jovem foi assistido pelos médicos de socorro, mas "sucumbiu no local".

O corpo do jovem foi transportado para o Instituto de Medicina Legal do Hospital de Penafiel para autópsia por determinação do procurador, adiantou a mesma fonte da GNR.

O alerta do incidente foi dado pelas 07:56 e ocorreu na junto ao Campo de Futebol de Gatão.

Ao local deslocaram-se elementos dos Bombeiros de Amarante e uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Vale de Sousa.

O alegado homicida entregou-se às autoridades e nunca se afastou da vítima, adiantou a mesma fonte da GNR.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.