sicnot

Perfil

País

Oliveira de Azeméis dá apoio a famílias das vítimas do acidente rodoviário

O presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro (PSD), disse hoje que o município já disponibilizou apoio psicológico e social às famílias das vítimas mortais do acidente ocorrido perto de Lyon, em França, que eram naturais do concelho.

Segundo o autarca, há indicação de que três das 12 vítimas portuguesas serão da freguesia de Fajões, Oliveira de Azeméis, apesar de ainda não haver uma confirmação oficial.

"Logo que tive conhecimento telefonei ao presidente da junta da Fajões disponibilizando o apoio psicológico dos nossos técnicos da Câmara às famílias das vítimas", disse Hermínio Loureiro.

O autarca referiu ainda que a vereadora da Ação Social já se encontra no terreno e a rede social do município "já esta a trabalhar para tentar encontrar soluções".

"Estamos a acompanhar a situação e em contacto permanente com a junta de freguesia", adiantou.

Contactado pela Agência Lusa, o presidente da Junta de Fajões, Jorge Paiva, disse já ter visitado as casas das famílias de duas das vítimas mortais.

Numa das situações, o autarca referiu que foi necessário chamar os Bombeiros para prestar apoio à esposa de uma das vítimas que "estava angustiada".

"Para já é só meras hipóteses. Sabemos que são daqui. As pessoas estão aflitas mas a confirmação ainda não há", disse o presidente da Junta, adiantando que se vive um clima "constrangedor" na freguesia.

Os doze portugueses, com idades entre os 7 e os 63 anos, morreram na sequência de um choque frontal entre a carrinha em que seguiam e um veículo pesado. A carrinha desviou-se para a faixa contrária e colidiu de frente com o camião.

O veículo em que seguiam os portugueses saiu da Suíça por volta das 21:00 de quinta-feira e teria como destino a Portugal. O acidente ocorreu por volta das 23:45 na estrada nacional 79, perto de Lyon, na localidade de Moulins.

Lusa