sicnot

Perfil

País

Portugal oferece ajuda na trasladação dos corpos das vítimas do acidente em França

O Estado português disponibilizou-se hoje para ajudar na trasladação dos corpos das vítimas do acidente ocorrido na quinta-feira em França, entre uma carrinha e um camião, que provocou 12 mortos, todos portugueses.

"Já fizemos saber à nossa cônsul em Lyon, que por sua vez fará essa comunicação às famílias, que o Estado português disponibilizará apoio para o transporte dos corpos quando puderem ser trasladados para Portugal", afirmou hoje o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, em declarações à agência Lusa.

Os 12 portugueses, com idades entre os 7 e os 63 anos, morreram na sequência de um choque frontal entre a carrinha em que seguiam e um veículo pesado, cerca das 23:45 de quinta-feira, na estrada nacional 79, perto de Lyon, na localidade de Moulins (centro).

O único sobrevivente dos 13 passageiros da carrinha é o condutor, um jovem de 19 anos, também português, que foi hospitalizado em estado de choque.

O secretário de Estado adiantou à Lusa que está "em contacto com as famílias" e que "uma parte muito significativa dos familiares já se encontra em Lyon".

"Estão junto da nossa cônsul-geral em Lyon e estão também já a receber apoio psicológico. O jovem que ficou ileso do acidente, que vinha a conduzir, está a ter apoio psiquiátrico juntamente com o seu tio, que seguia numa carrinha atrás da que ficou destruída no acidente", afirmou.

O procurador público de Moulins, Pierre Gagnoud, anunciou que as autoridades vão averiguar se a carrinha, com capacidade até seis passageiros segunda a marca, tinha condições para transportar 13 pessoas.

José Luís Carneiro escusou-se a comentar este facto, porque "as autoridades policiais e jurisdicionais francesas estão a desenvolver diligências para apurar responsabilidades".

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e os primeiros-ministros português, António Costa, e francês, Manuel Valls, expressaram condolências às famílias das vítimas, que viajavam da Suíça para passarem a Páscoa em Portugal.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51