sicnot

Perfil

País

Portugal oferece ajuda na trasladação dos corpos das vítimas do acidente em França

O Estado português disponibilizou-se hoje para ajudar na trasladação dos corpos das vítimas do acidente ocorrido na quinta-feira em França, entre uma carrinha e um camião, que provocou 12 mortos, todos portugueses.

"Já fizemos saber à nossa cônsul em Lyon, que por sua vez fará essa comunicação às famílias, que o Estado português disponibilizará apoio para o transporte dos corpos quando puderem ser trasladados para Portugal", afirmou hoje o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, em declarações à agência Lusa.

Os 12 portugueses, com idades entre os 7 e os 63 anos, morreram na sequência de um choque frontal entre a carrinha em que seguiam e um veículo pesado, cerca das 23:45 de quinta-feira, na estrada nacional 79, perto de Lyon, na localidade de Moulins (centro).

O único sobrevivente dos 13 passageiros da carrinha é o condutor, um jovem de 19 anos, também português, que foi hospitalizado em estado de choque.

O secretário de Estado adiantou à Lusa que está "em contacto com as famílias" e que "uma parte muito significativa dos familiares já se encontra em Lyon".

"Estão junto da nossa cônsul-geral em Lyon e estão também já a receber apoio psicológico. O jovem que ficou ileso do acidente, que vinha a conduzir, está a ter apoio psiquiátrico juntamente com o seu tio, que seguia numa carrinha atrás da que ficou destruída no acidente", afirmou.

O procurador público de Moulins, Pierre Gagnoud, anunciou que as autoridades vão averiguar se a carrinha, com capacidade até seis passageiros segunda a marca, tinha condições para transportar 13 pessoas.

José Luís Carneiro escusou-se a comentar este facto, porque "as autoridades policiais e jurisdicionais francesas estão a desenvolver diligências para apurar responsabilidades".

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e os primeiros-ministros português, António Costa, e francês, Manuel Valls, expressaram condolências às famílias das vítimas, que viajavam da Suíça para passarem a Páscoa em Portugal.

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.