sicnot

Perfil

País

DECO recebe em média 38 reclamações por dia relacionadas com transportes públicos

O portal da Deco para queixas sobre os transportes públicos recebe, em média, 38 reclamações por dia, a maioria relacionada com atrasos e com a diminuição ou supressão de linhas, percursos e horários.

Lusa/ Arquivo

Desde 11 de fevereiro, dia em que foi lançada a Carta dos Direitos dos Passageiros de Transporte Público Coletivo e o portal www.queixasdostransportes.pt, a associação de defesa do consumidor já recebeu 1.580 queixas de passageiros, disse à agência Lusa Ana Sofia Ferreira, jurista da Deco.

Relativamente à carta dos direitos dos passageiros, a jurista adiantou que já foi subscrita por 6.077 pessoas, "o que significa que os consumidores estão interessados sobre esta matéria".

Destas, 1.580 apresentaram queixa no portal, a maioria devido a atrasos (22%) e a diminuição ou supressão de linhas ou percursos e horários (20%).

"O testemunho que estes consumidores nos fazem chegar diariamente" é que estes atrasos "já fazem parte" do seu quotidiano, uma situação que "é necessário verificar e melhorar" porque significa "tempo perdido" para os passageiros, disse a jurista.

Os preços elevados dos títulos de transporte e a aquisição de passes mensais com percursos superiores aos que os consumidores vão utilizar também motivaram queixas (8%).

Perante esta situação, a Deco defende que os consumidores devem ter "mais opções" em termos de títulos de transporte e passes mensais mais adequados às necessidades dos consumidores.

Houve ainda utentes que reclamaram sobre questões de falta de higiene e conforto (8%) nos autocarros, nas carruagens e nos locais onde aguardam pelo transporte.

Os principais alvos das queixas foram os transportes rodoviários e ferroviário, com 948 e 321 reclamações, respetivamente,

O Metropolitano recebeu 229 reclamações, o transporte marítimo/fluvial 47 e o transporte aéreo 36.

O que a Deco tem verificado é que "existe um descontentamento por parte dos passageiros, mas depois não existe a formalização da reclamação", disse a jurista.

Isto acontece porque os passageiros encaram estes problemas como "meros constrangimentos e um descontentamento que vão conversando, mas não dão conhecimento aos prestadores de serviços e às entidades competentes", uma situação que "é necessário alterar para que possam ser feitas melhorias no serviço que é prestado".

A Deco já encetou mediações com as entidades reclamadas e deu conhecimento às entidades reguladoras das queixas apresentadas pelos utentes, exigindo uma "intervenção mais eficaz neste setor e a melhoria da qualidade deste serviço".

Também tem apresentado a carta dos direitos aos operadores, procurando "reforçar os direitos já implementados e a introdução de novos" para responder às exigências e necessidades dos consumidores.

"É essencial que esta carta seja debatida por todos os operadores e que seja verificada a possibilidade da sua aplicação", defendeu a jurista.

Para debater os direitos e interesses dos passageiros, a associação realiza na quinta-feira, na Estação do Rossio, em Lisboa, um debate para discutir os problemas relatados pelos consumidores e encontrar soluções .

Lusa

  • "Temos de jogar melhor do que frente à Espanha"
    0:45
  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • Os momentos que marcaram o 6.º dia de Mundial
    0:58
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11

    Mundo

    A nova política de imigração de Donald Trump está a suscitar reações indignadas. Na fronteira com o México, as crianças refugiadas estão a ser retiradas à força aos pais e levadas para centros de acolhimento. Esta terça-feira, foi divulgado um registo áudio de uma criança a suplicar pelos pais a um dos agentes da polícia fronteiriça.

  • Protecionismo de Trump abala Wall Street

    Economia

    Abalada pela exacerbação das disputas comerciais entre os EUA e a China, a bolsa nova-iorquina encerrou esta terça-feira em baixa, com o seletivo Dow Jones a fechar em queda pela sexta sessão consecutiva.