sicnot

Perfil

País

Liberty Seguros assegura trasladação dos portugueses mortos em acidente em França

A Liberty Seguros anunciou hoje que vai assegurar a trasladação para Portugal dos corpos dos 12 cidadãos portugueses que morreram quinta-feira num acidente rodoviário em França, por "razões de natureza puramente humanitária".

Em nota enviada à comunicação social, a seguradora refere que esta decisão se deveu a "razões de natureza puramente humanitária e de respeito profundo pela dor dos familiares e amigos das vítimas".

A seguradora adiantou que, assim que tomou conhecimento do acidente, iniciou "de imediato diligências para averiguação das circunstâncias em que o trágico sinistro teve lugar".

A trasladação dos corpos "não implica nem antecipa qualquer assunção de responsabilidade por parte da Liberty Seguros, quer sobre a existência da cobertura, quer sobre a eventual culpa do condutor do veículo no qual as vítimas eram transportadas".

Sobre estas questões, prossegue o comunicado, a Liberty Seguros "só se pronunciará definitivamente depois de ter concluídas as averiguações e perícias que para o efeito desde logo diligentemente iniciou".

"Uma vez terminadas as ditas averiguações, e se disso for o caso, exigir a terceiros eventualmente responsáveis os valores que pelas supra mencionadas razões decidiu adiantar", lê-se na nota.

O veículo em que seguiam os portugueses saiu da Suíça por volta das 21:00 de quinta-feira e teria como destino a Portugal.

As 12 vítimas mortais, com idades entre os 7 e os 63 anos, morreram na sequência de um choque frontal entre a carrinha em que seguiam e um veículo pesado. A carrinha desviou-se para a faixa contrária e colidiu de frente com o camião.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.