sicnot

Perfil

País

Liberty Seguros assegura trasladação dos portugueses mortos em acidente em França

A Liberty Seguros anunciou hoje que vai assegurar a trasladação para Portugal dos corpos dos 12 cidadãos portugueses que morreram quinta-feira num acidente rodoviário em França, por "razões de natureza puramente humanitária".

Em nota enviada à comunicação social, a seguradora refere que esta decisão se deveu a "razões de natureza puramente humanitária e de respeito profundo pela dor dos familiares e amigos das vítimas".

A seguradora adiantou que, assim que tomou conhecimento do acidente, iniciou "de imediato diligências para averiguação das circunstâncias em que o trágico sinistro teve lugar".

A trasladação dos corpos "não implica nem antecipa qualquer assunção de responsabilidade por parte da Liberty Seguros, quer sobre a existência da cobertura, quer sobre a eventual culpa do condutor do veículo no qual as vítimas eram transportadas".

Sobre estas questões, prossegue o comunicado, a Liberty Seguros "só se pronunciará definitivamente depois de ter concluídas as averiguações e perícias que para o efeito desde logo diligentemente iniciou".

"Uma vez terminadas as ditas averiguações, e se disso for o caso, exigir a terceiros eventualmente responsáveis os valores que pelas supra mencionadas razões decidiu adiantar", lê-se na nota.

O veículo em que seguiam os portugueses saiu da Suíça por volta das 21:00 de quinta-feira e teria como destino a Portugal.

As 12 vítimas mortais, com idades entre os 7 e os 63 anos, morreram na sequência de um choque frontal entre a carrinha em que seguiam e um veículo pesado. A carrinha desviou-se para a faixa contrária e colidiu de frente com o camião.

Lusa

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.