sicnot

Perfil

País

Três mortes e mais de 800 acidentes na Operação Páscoa da GNR

Três mortes e mais de 800 acidentes na Operação Páscoa da GNR

Durante a Operação Páscoa da GNR foram registadas 3 mortes, 278 feridos e mais de 800 acidentes nas estradas portuguesas. O Tenente-coronel Lourenço da Silva explicou que em comparação ao ano passado houve menos vítimas mortais mais mais acidentes e mais feridos.

Três pessoas morreram e 278 ficaram feridas em mais de 800 acidentes de viação ocorridos durante o período da Páscoa, desde quinta-feira até domingo, revelou hoje à agência Lusa fonte da GNR.

Desde as 00:00 de quinta-feira até às 24:00 de domingo, na "Operação Páscoa 2016", ocorreram 804 acidentes, dos quais resultaram três vítimas mortais, 256 feridos ligeiros e 22 feridos graves.

De acordo com a mesma fonte, comparando com a operação de 2015, nesta Páscoa houve mais 106 acidentes de viação, menos dois mortos, mais um ferido grave e mais 37 feridos ligeiros.

Durante a operação de patrulhamento e a fiscalização rodoviária, a GNR registou 146 situações de crime, a maioria por excesso de álcool e falta de carta de condução. Foram aplicadas 5.169 contraordenações.

Com Lusa

  • Operação Páscoa 2016
    6:15

    Edição da Manhã

    A Operação Páscoa da GNR terminou ontem à meia-noite, dia em que muitos regressaram a casa depois das mini-férias. O Tenente-coronel Lourenço da Silva esteve na Edição da Manhã para fazer um balanço desta operação.

  • Operação Páscoa da GNR regista um morto e 75 feridos
    2:05

    País

    A Operação Páscoa da GNR começou ontem a intensificar a fiscalização rodoviária. Até ao momento já foram contabilizados 235 acidentes, uma vítima mortal e 75 feridos. Com a previsão de chuva para o fim de semana, a GNR vai estar especialmente atenta ao excesso de velocidade. A operação decorre até domingo.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.