sicnot

Perfil

País

Corpos de portugueses que morreram em França trasladados para Portugal

Já estão a ser trasladados para Portugal os corpos dos 12 portugueses que morreram na sexta-feira num acidente de viação em França. Em Moulins, esta manhã, houve uma cerimónia religiosa que contou com a presença do secretário de Estado das Comunidades.

Carrinhas trouxeram os corpos dos 12 portugueses que morreram em acidente em França.

Carrinhas trouxeram os corpos dos 12 portugueses que morreram em acidente em França.

SIC

Os corpos estão a ser transportados em carros funerários, de acordo com a vontade das famílias. Chegarão a Portugal na próxima madrugada.

Na cerimónia de homenagem às vítimas, o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, garantiu o apoio do Governo às famílias dos emigrantes, assim como do condutor e proprietário da carrinha envolvida no acidente.

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Centeno aponta para a reforma e expansão do euro
    0:32

    Economia

    O ministro das Finanças português participa hoje na primeira reunião enquanto presidente do Eurogrupo. À entrada para o encontro dos ministros das Finanças da moeda única, Mário Centeno apontou a reforma do Euro como um dos principais desafios do mandato que agora inicia. 

  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".