sicnot

Perfil

País

Mau tempo nos Açores está a afetar as ligações aéreas

O mau tempo, que se verifica nos Açores, está a condicionar hoje as ligações aéreas, tendo já levado ao cancelamento de quatro voos de duas companhias aéreas de baixo custo, entre a ilha de São Miguel e o continente.

Segundo informação disponibilizada na página na internet da empresa ANA, que gere os aeroportos, foram cancelados dois voos da easyJet Airlines (08:25) e da Ryanair (12:10), com origem em Lisboa e destino o aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel.

As condições meteorológicas levaram ainda ao cancelamento das ligações Ponta Delgada/Lisboa da Ryanair (07:15) e da easyJet Airlines, que deveria ter partido de São Miguel com destino à capital portuguesa às 09:25.

No caso da companhia aérea açoriana, o porta-voz adiantou à Lusa que um voo desta manhã da Azores Airlines, proveniente de Toronto, no Canadá, não aterrou em Ponta Delgada e divergiu para Lisboa, devido às condições meteorológicas.

António Portugal acrescentou que os cerca de 150 passageiros chegam esta tarde a Ponta Delgada num voo extraordinário.

O porta-voz da SATA disse, ainda, que as condições meteorológicas estão a originar atrasos em algumas ligações entre as ilhas dos Açores, nomeadamente o voo Terceira/São Jorge/Terceira e a ligação Ponta Delgada/Lisboa que partiu cerca de duas horas depois.

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:34

    País

    Os distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto estão hoje sob aviso amarelo com previsão de chuva e vento moderado. No arquipélago dos Açores, o mesmo aviso estende-se às ilhas dos grupos central e oriental, com previsão de aguaceiros. Além da chuva persistente, por vezes forte, naqueles três distritos do norte do país, a costa marítima deverá contar com ondas até 3,5 metros de altura. Na região centro e sul é esperado céu com algumas nuvens, sem precipitação. As temperaturas máximas vão variar entre os 20 graus previstos para Évora e Beja e os 13 graus na Guarda. Na Madeira a previsão é de 20 graus de máxima e nos Açores variará entre os 14 e os 15 graus.

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.