sicnot

Perfil

País

Proteção Civil alerta para queda de neve e vento forte

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou hoje a população para as previsões de queda de neve e de vento forte a partir de quarta-feira nas regiões do Norte e Centro.

NUNO ANDRÉ FERREIRA/LUSA

O aviso à população da ANPC surge após o contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que prevê, a partir de quarta-feira, queda de neve para as regiões do Minho, Norte e Centro, podendo atingir repentinamente cotas de 400 a 600 metros.

Segundo o IPMA, o vento vai soprar forte de norte com rajadas da ordem dos 80 quilómetros por hora no litoral Oeste e nas terras altas durante a tarde de quarta-feira.

Tendo em conta as condições meteorológicas, a ANPC alerta para o condicionamento ou encerramento de vias de circulação devido à queda de neve, piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo e danos em estruturas montadas ou suspensas, além da possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte.

No aviso à população sobre as medidas preventivas, a ANPC refere que devem ser adotados os comportamentos adequados, sobretudo nas zonas historicamente mais vulneráveis.

Nesse sentido, a Proteção Civil recomenda a adoção de uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água e gelo nas vias, e ao transporte e colocação das correntes de neve nas viaturas, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve.

A ANPC aconselha ainda a população a garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas, e ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos ou árvores devido ao vento mais forte.

Lusa

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17