sicnot

Perfil

País

IGAI abre inquérito ao tiroteio na Ameixoeira

A Inspeção-Geral da Administração Interna anunciou hoje a abertura de um inquérito para apurar todos os factos relacionados com o tiroteio ocorrido no bairro da Ameixoeira, em Lisboa, em que cinco pessoas foram baleadas.

Numa resposta enviada à agência Lusa, a inspetora-geral da Administração Interna, Margarida Blasco, indicou que foi "instaurado um processo de inquérito para apuramento cabal de todos os factos ocorridos no bairro da Ameixoeira".

Três agentes da PSP e duas mulheres civis foram baleados durante confrontos no bairro da Ameixoeira, na Alta de Lisboa, na terça-feira à noite.

Segundo a Polícia de Segurança Pública, os três agentes da PSP foram feridos quando tentavam pôr cobro a confrontos entre famílias no bairro.

"Os três agentes faziam parte da equipa que estava mais perto do local, tendo sido os primeiros a chegar ao bairro, deparando-se com a situação de confronto entre dois grupos com armas de fogo", explicou à Lusa o porta-voz da Direção Nacional da PSP.

Hugo Palma afirmou hoje de manhã que três dos cinco feridos permanecem internados em situação estável, tendo dois agentes da PSP tido alta ainda durante a madrugada.

O porta-voz da PSP acrescentou que, até ao momento, não existem detidos, nem identificados, tendo a Polícia Judiciária recolhido vestígios no local onde decorreu a troca de tiros, na Rua António Villar.

Foi recolhida uma caçadeira, embora não tenham informação de que seja uma arma envolvida nos confrontos.

A investigação está a cargo da Polícia Judiciária.

Lusa

  • Vídeo mostra momentos de tensão no bairro da Ameixoeira
    0:53

    País

    Cinco pessoas, três delas agentes da PSP, ficaram ontem à noite feridas, num tiroteio na Ameixoeira, em Lisboa. Mas dos distúrbios começaram ainda durante o dia, estas imagens a que a SIC teve acesso foram registadas por um morador e dão conta dos momentos de tensão que se viveram ao final da tarde. São audíveis os tiros disparados e também a confusão que se seguiu.

  • O filme de uma noite de tiroteios e rusgas na Ameixoeira
    3:54

    País

    Dois dos agentes atingidos ontem no bairro da Ameixoeira em Lisboa já tiveram alta. O terceiro agente e as duas mulheres civis, também atingidos, foram submetidos a cirurgias e estão livres de perigo. Até ao momento não há detenções a registar, a PSP fez várias rusgas durante a noite mas o suspeito já identificado continua a monte.

  • Polícia procura autores de tiroteio na Ameixoeira
    12:03

    País

    Um tiroteio no bairro da Ameixoeira, na Alta de Lisboa, provocou cinco feridos. Três deles são agentes da PSP e dois são civis. O bairro está cercado pela polícia, que procura os autores dos disparos. A SIC Notícias acompanhou em direto algumas das rusgas após o incidente.

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Merkel tem duas semanas para negociar solução para crise migratória

    Mundo

    A chanceler alemã tem duas semanas para negociar com os parceiros europeus uma solução para a questão migratória e assim evitar uma crise política. O ultimato foi dado pelo CSU, o partido da Baviera que integra a coligação governamental. Ao contrário de Angela Merkel, defende uma política para os refugiados mais estrita.