sicnot

Perfil

País

Médico suspende greve de fome mas espera que dívida a clínicos não fique impune

O médico que se encontra em greve de fome há 10 dias decidiu pôr hoje termo ao protesto por ter sido confrontado com o impedimento de continuar a cuidar dos seus doentes, disse o próprio à Lusa.

Rui Teixeira, médico no Hospital de Abrantes (do Centro Hospitalar do Médio Tejo) e que presta, como tarefeiro, serviço nas Urgências do Hospital de Santarém, iniciou uma greve de fome no passado dia 21 em protesto contra a "impunidade" de uma empresa prestadora de serviços que terá ficado a dever milhares de euros a clínicos em 2014.

O médico disse à Lusa que a decisão de o afastarem dos doentes enquanto mantivesse a greve de fome, comunicada hoje, o leva a interromper um protesto que estava disposto a prosseguir até haver garantias de que os valores devidos aos médicos pela RPSM serão pagos e que será feita uma investigação que permita "encontrar e punir os principais culpados nesta burla que ultrapassou mais de 150 mil euros de honorários".

Sem grande esperança de vir a recuperar os perto de 11.000 euros que lhe são devidos, o médico afirmou que a sua "maior vitória" seria a recuperação das verbas "desviadas" pela gestora da empresa e o seu encaminhamento para uma organização de apoio a doentes ou a carenciados.

"Isso não acontecerá, mas se se conseguir uma investigação séria sobre os contornos desta burla e que mude alguma coisa na forma como são contratados os profissionais para as Urgências já terá valido a pena", declarou.

Rui Teixeira disse ter recebido garantias do bastonário da Ordem dos Médicos de todo o empenho do departamento jurídico neste processo.

A RPSM, com sede no Montijo, foi, no processo que o médico lhe moveu junto do Tribunal do Barreiro, considerada insolvente e condenada, em abril de 2015, a pagar-lhe os montantes em dívida (relativos ao período de junho a setembro de 2014), mais juros.

Contudo, em dezembro de 2015, Rui Teixeira foi informado pelo seu advogado de que o administrador de insolvência comunicou a necessidade de depósito de uma caução no montante da dívida apurada (150.000 euros) se quisesse continuar com o processo, já que a gestora da RPSM não possui bens em seu nome.

Luís Filipe Pereira, administrador de insolvência da RPSM, contactado pela Lusa, recusou falar sobre o processo, declarando não ter "nada a dizer" sobre o assunto.

Rui Teixeira referiu que, esgotados todos os recursos legais, a greve de fome foi a única forma de chamar a atenção para o caso.

Depois de ter perdido nove quilos (até sexta-feira não ingeriu nem alimentos nem líquidos, tendo começado a ingerir água no fim de semana), Rui Teixeira vai ser submetido na quinta-feira a uma junta médica que avaliará se está em condições de continuar a prestar cuidados aos doentes.

Lusa

  • Pablo Bravo: o chileno suspeito de um assalto milionário em Gaia
    6:01

    País

    As autoridades receiam um aumento da violência nos assaltos de redes sul-americanas em Portugal, à semelhança do que tem acontecido noutros países europeus. Pablo Bravo é um chileno com um longo cadastro criminal que, em Portugal, é suspeito de um assalto milionário a um hipermercado, em Gaia e, dias depois, foi detido em flagrante, em Paris, a tentar roubar uma loja de relógios de luxo.

    Notícia SIC

  • Obras para as novas instalações da SIC já começaram
    1:54

    País

    As obras do novo estúdio da SIC e SIC Notícias vão começar. A ampliação do edifício do grupo Impresa vai unir os funcionários do grupo num único espaço, com uma área de 750 metros. O Presidente da Câmara de Oeiras entregou esta terça-feira a licença de obra.

  • Cada vez mais pessoas viajam no Carnaval e Páscoa
    3:08

    Economia

    A procura de viagens na altura do Carnaval e Páscoa tem vindo a aumentar e vários destinos já estão esgotados já que muitas pessoas optam por tirar dias de férias nesta altura do ano. Em contagem decrescente, as agências de viagens não têm tido mãos a medir com promoções e ofertas para destinos variados e adequados a várias bolsas.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus pais e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Carro "desgovernado" entra em loja e atropela cliente

    Mundo

    O cliente de um mini-mercado no condado de Bronx, em Nova Iorque, sobreviveu de forma incrível ao impacto de um automóvel que entrou loja adentro. Apesar da violência das imagens, o homem sobreviveu e conseguiu mesmo sair da loja pelo próprio pé até ser transportado para o hospital.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.

  • Pulseira deixa sentir os movimentos do bebé ainda na barriga da mãe

    Mundo

    A pulseira Fibo permite que os futuros pais (ou mães) consigam sentir os seus filhos a dar pontapés ainda na barriga da mãe. Desenvolvida por um designer de joias da Dinamarca, a pulseira vai transmitir os movimentos do bebé no útero, de modo a que os pais possam partilhar essa experiência da gravidez.