sicnot

Perfil

País

Mesma morada já mudou pelo menos duas vezes de código postal

Mesma morada já mudou pelo menos duas vezes de código postal

Uma família de Chaves queixa-se das constantes mudanças do código postal. As alterações têm obrigado à renovação de vários documentos. O que se traduz em transtorno e mais despesas.

Grande parte da correspondência continua a chegar a casa da família Almeida Pereira com o código postal antig, mas será pela familiaridade do carteiro, porque o número não está correto desde 2009.

João Almeida Pereira só se apercebeu mais tarde. Desde então diz que os três últimos dígitos do endereço codificado já mudaram pelo menos mais duas vezes.

Em resposta às sucessivas queixas desta família, os CTT dizem que a manutenção do antigo código postal não é possível. Alegam que os endereços codificados têm que ser contíguos para uma distribuição eficaz do correio.

João Almeida Pereira está disposto a ir até às últimas consequências e o caso pode mesmo chegar aos tribunais.

Em resposta à SIC , os CTT dizem que depois do pedido do cliente em 2014 para repor o código postal inicial foram precisar a localização da residência de João Almeida Pereira. Os Correios recorreram à ajuda da autarquia e apuraram finalmente o endereço. À morada faltava acrescentar o nome de uma rua e é o código postal dessa rua que deve vigorar, para garantir a receção de correspondência desta família.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.