sicnot

Perfil

País

Mesma morada já mudou pelo menos duas vezes de código postal

Mesma morada já mudou pelo menos duas vezes de código postal

Uma família de Chaves queixa-se das constantes mudanças do código postal. As alterações têm obrigado à renovação de vários documentos. O que se traduz em transtorno e mais despesas.

Grande parte da correspondência continua a chegar a casa da família Almeida Pereira com o código postal antig, mas será pela familiaridade do carteiro, porque o número não está correto desde 2009.

João Almeida Pereira só se apercebeu mais tarde. Desde então diz que os três últimos dígitos do endereço codificado já mudaram pelo menos mais duas vezes.

Em resposta às sucessivas queixas desta família, os CTT dizem que a manutenção do antigo código postal não é possível. Alegam que os endereços codificados têm que ser contíguos para uma distribuição eficaz do correio.

João Almeida Pereira está disposto a ir até às últimas consequências e o caso pode mesmo chegar aos tribunais.

Em resposta à SIC , os CTT dizem que depois do pedido do cliente em 2014 para repor o código postal inicial foram precisar a localização da residência de João Almeida Pereira. Os Correios recorreram à ajuda da autarquia e apuraram finalmente o endereço. À morada faltava acrescentar o nome de uma rua e é o código postal dessa rua que deve vigorar, para garantir a receção de correspondência desta família.

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.