sicnot

Perfil

País

Fim de semana com chuva em todo o país

O fim de semana será marcado pelo regresso da chuva em Portugal continental, que será de neve nas terras altas, apesar de na sexta-feira o sol espreitar um pouco por todo o país, disse hoje o IPMA.

Francisco Seco

Em declarações à agência Lusa, Ângela Lourenço, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, explicou que no dia de hoje e de sexta-feira a chuva dará tréguas, embora seja já esperada para sábado, domingo e também para segunda-feira.

"Amanhã, tal como hoje, há uma melhoria gradual das condições meteorológicas, com algumas nuvens e alguma precipitação", declarou, explicando que esta têndencia muda a partir de sábado.

Relativamente ao fim de semana, tanto sábado como domingo, serão marcados pelo regresso da chuva, que irá evoluir nas primeiras horas do dia de sábado do litoral para o interior, e de norte para sul, no domingo mantém-se a ocorrência de precipitação mais intensa no norte e no centro, bem como na segunda-feira, adiantou.

Quanto ao vento, Ângela Lourenço avançou que hoje e sexta-feira já não se fará sentir como na quarta-feira, no entanto, sábado e domingo voltará a soprar moderado a forte, de sudoeste, em especial no litoral e nas terras altas.

Em relação às temperaturas, a meteorologista explicou que estarão "relativamente baixas", tendo em conta que se está na primavera, com algumas oscilações, mas não muito significativas.

"No interior e nas zonas montanhosas as temperaturas mínimas variam entre os zero e cinco graus, nas restantes regiões entre cinco e sete graus, subindo até aos 12. Já as máximas, serão inferiores aos 20 graus, até segunda-feira, nas regiões do interior norte e centro e nas terras altas não deverão ultrapassar os 12/15 graus", explicou.

A queda de neve irá regressar também no sábado, mantendo-se durante o fim de semana e até segunda-feira, nas cotas acima dos 1.200/1.400 metros, a confinar-se ao Gerês, Serra da Estrela e Marão/Montemuro.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil alertou na terça-feira passada a população para as previsões de queda de neve e de vento forte a partir de quarta-feira nas regiões do norte e do centro.

O aviso à população da ANPC surgiu após o contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, que previa, desde quarta-feira, queda de neve para as regiões do Minho, norte e centro, podendo atingir repentinamente cotas de 400 a 600 metros.

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:31

    País

    o IPMA prevê para hoje, nas regiões do norte e centro do continente, períodos de céu muito nublado, tornando-se pouco nublado a partir do final da tarde e aguaceiros, em geral fracos, sendo na forma de neve acima de 600/800 metros, podendo em alguns locais chegar aos 400/600 metros.

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira