sicnot

Perfil

País

Ministério do Ensino Superior lamenta morte de jovem no Porto

O Ministério do Ensino Superior lamentou hoje a morte de um estudante no Porto, frisando que condena "todo e qualquer tipo de violência" no interior ou exterior das instalações das instituições de ensino.

Em nota enviada às redações, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior afirma que lamenta profundamente a morte de um aluno do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (Instituto Politécnico do Porto), com cerca de 20 anos.

"Foi com pesar que o MCTES recebeu a notícia", lê-se no documento.

Também o presidente da Federação Académica do Porto, Daniel Freitas, lamentou a morte do estudante ocorrida hoje de madrugada naquela cidade, sublinhando que uma situação destas "não pode passar em claro".

"É uma situação lamentável que não pode passar em claro. Qualquer situação destas tem de ser investigada", frisou o dirigente associativo, que disse desconhecer, para já, os contornos do caso.

Um estudante de 20 anos terá sido hoje espancado até à morte na zona do polo universitário da Asprela, no Porto, por um grupo de quatro indivíduos, segundo disse à Lusa fonte da PSP.

A investigação do caso está a cargo da Polícia Judiciária.

Com Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14