sicnot

Perfil

País

Seis detidos no bairro da Ameixoeria esta manhã

Seis detidos no bairro da Ameixoeria esta manhã

A PSP está a realizar uma operação policial no bairro da Ameixoeira e até agora foram detidas seis pessoas. A operação decorre no âmbito da lei das armas, como explicou à repórter Sara Sousa, o intendente Resende da Silva, responsável pela operação.

"Está em curso uma operação especial de prevenção criminal, que é feita sob a coordenação direta do Ministério Público e que visa situações de criminalidade violenta ou organizada, em especial que envolva utilização de armas. É uma operação obviamente resultante dos acontecimentos dos últimos dias", disse à agência Lusa o porta-voz da Direção Nacional da PSP, Hugo Palma.

Na terça-feira à noite, três agentes da PSP e duas mulheres civis foram baleados durante confrontos entre famílias rivais no bairro da Ameixoeira, na Alta de Lisboa.

Segundo a PSP, os três agentes policiais foram feridos quando tentavam pôr cobro a confrontos entre famílias.

"Os três agentes faziam parte da equipa que estava mais perto do local, tendo sido os primeiros a chegar ao bairro, deparando-se com a situação de confronto entre dois grupos com armas de fogo", explicou à Lusa o porta-voz da Direção Nacional da PSP.

Hugo Palma disse que ainda não existiam detidos, nem identificados, tendo a Polícia Judiciária recolhido vestígios no local onde decorreu a troca de tiros, na Rua António Villar.

Na operação foi recolhida uma caçadeira, embora as autoridades não tenham informação de que seja uma arma envolvida nos confrontos.

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) anunciou na quinta-feira a abertura de um inquérito para apurar "todos os factos" relacionados com o tiroteio ocorrido no bairro da Ameixoeira.

Numa resposta enviada à agência Lusa, a inspetora-geral da Administração Interna, Margarida Blasco, indicou que foi "instaurado um processo de inquérito para apuramento cabal de todos os factos ocorridos no bairro da Ameixoeira".

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.