sicnot

Perfil

País

Tribunal da Relação decide hoje recurso de Duarte Lima

O Tribunal da Relação de Lisboa decide hoje o recurso interposto pelo ex-deputado do PSD Duarte Lima da condenação de 10 anos de prisão por burla qualificada e branqueamento de capitais no processo Homeland.

ANT\303\223NIO COTRIM


A 28 de novembro de 2014, Duarte Lima foi condenado, em primeira instância, a seis anos de cadeia por burla qualificada e a sete anos por branqueamento de capitais, tendo o tribunal aplicado 10 anos de prisão efetiva, em cúmulo jurídico.

O tribunal considerou ter ficado provado que Duarte Lima transferiu de forma ilícita três milhões de euros para uma conta na Suíça. Pedro Lima, filho de Duarte Lima, foi absolvido dos crimes de que vinha acusado.

O empresário Vítor Raposo foi condenado a seis anos de prisão efetiva por um crime de burla qualificada, tendo recorrido também para a Relação de Lisboa.

João Almeida e Paiva, advogado, foi condenado a quatro anos de prisão, por burla qualificada e falsificação de documentos e Pedro Almeida e Paiva a dois anos e meio, por burla qualificada e falsificação de documentos, sob a condição de a pena ser suspensa caso seja pago 50 mil euros ao Instituto Português de Oncologia.

Francisco Canas, conhecido como o 'Zé das medalhas', foi condenado a quatro anos de pena efectiva por um crime de branqueamento de capitais.

O caso prende-se com a criação, por Duarte Lima e Vítor Raposo, do fundo Homeland, com dinheiros do BPN, para a aquisição de terrenos em Oeiras, em 2007, onde alegadamente iria ser construída a sede do Instituto Português de Oncologia (IPO).

O empréstimo do antigo BPN foi de quase 43 milhões de euros e o banco, nacionalizado em 2008, detinha 15% de participação no fundo Homeland.

A defesa de Duarte Lima e Vítor Raposo alegam a inexistência do crime de burla e pediram a absolvição ou a redução da condenação a uma pena inferior a cinco anos, o que permite a aplicação de pena suspensa.

Lusa

  • Defesa de Duarte Lima tenta anular pena de 10 anos
    1:22

    País

    A defesa de Duarte Lima vai hoje tentar convencer os juízes do Tribunal da Relação a anularem a pena de 10 anos a que o ex-líder parlamentar do PSD foi condenado em novembro de 2014 por crimes de burla qualificada e branqueamento de capitais. Por norma, os recursos chegam por escrito e são apenas lidos pelo relator e o adjunto. No entanto, a defesa do ex-deputado e dos advogados João e Pedro Almeida e Paiva não abdicaram desta possibilidade que a lei lhes confere.

  • Duarte Lima considera condenação um tremendo erro judiciário
    1:39

    País

    O Tribunal da Relação de Lisboa decide no próximo dia 1 de abril o recurso de Duarte Lima, no caso Homeland. A defesa do ex-líder parlamentar do PSD, condenado a 10 anos de cadeia, tentou hoje convencer os desembargadores a anularem o que chamaram de tremendo erro judiciário.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.