sicnot

Perfil

País

PS quer alargar lei das incompatibilidades

O PS quer que os titulares de altos cargos políticos não possam trabalhar para empresas, sociedades de crédito ou seguradoras ligadas a áreas que anteriormente tutelaram.

No projecto-lei entregue ontem no parlamento, mantêm-se os 3 anos de período de nojo, já previsto, mas são alargadas as incompatibilidades.

Durante 3 anos, os antigos titulares de altos cargos políticos não poderão exercer funções em empresas com quem tiveram relações enquanto representantes do Estado. A medida inviabilizaria, por exemplo, a contratação de Maria Luis Albuquerque para a Arrow ou a ida de Vitor Gaspar para o departamento de assuntos orçamentais do FMI.

Os socialistas querem que os ministros passem plo crivo da Assembleia da República antes de irem para o setor privado, ou seja, só depois do parecer vinculativo de uma comissão parlamentar criada para o efeito.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".