sicnot

Perfil

País

Governo vai investir 1400 milhões de euros na recuperação de património

Governo vai investir 1400 milhões de euros na recuperação de património

António Costa anunciou hoje que o Governo vai investir 1400 milhões de euros na recuperação de património. O investimento tem em vista aumentar o acesso à habitação e vai ser canalizado através do fundo de estabilização financeira da Segurança Social. O primeiro-ministro voltou a fazer um apelo à união em torno do Plano Nacional de Reformas, apresentado na semana passada.

  • Costa apresenta hoje o Plano Nacional de Reformas

    País

    O primeiro-ministro apresenta hoje, no Centro de Congressos de Lisboa, o Programa Nacional de Reformas, que envolverá até 11 mil milhões de euros nos próximos cinco anos, com apostas na qualificação e no combate ao sobre-endividamento das empresas. Depois de apresentado e antes de ser entregue a Bruxelas, o programa vai ser discutido por partidos e pela concertação social nas próximas semanas.

  • Passos desafia Costa a fazer reformas na Segurança Social e sistema eleitoral
    3:01

    País

    Pedro Passos Coelho reconhece a legitimidade do governo das esquerdas e diz que não há eleições à vista. Ontem à noite, no discurso de abertura do congresso do PSD, Passos desafiou António Costa a fazer reformas na segurança social e no sistema eleitoral e a Marcelo Rebelo de Sousa pediu que arrisque tomar posições mesmo que sejam divergentes do governo.

  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05