sicnot

Perfil

País

Portugal entre os países com maiores apreensões de droga

Portugal surge no mapa das entradas de droga na Europa, sendo citado na lista de países de maiores apreensões, segundo o relatório de 2016 elaborado pelo Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência e o Serviço Europeu de Polícia.

Os contentores onde se encontrava dissimulada droga vinham do Panamá, e entraram na Europa pelo porto espanhol de Tarragona (Reuters / Arquivo)

Os contentores onde se encontrava dissimulada droga vinham do Panamá, e entraram na Europa pelo porto espanhol de Tarragona (Reuters / Arquivo)

© STR New / Reuters

No relatório sobre mercados de droga na União Europeia, divulgado hoje em Bruxelas, Portugal surge na lista de países que mais apreenderam resina de cannabis (2%), a par de Espanha (57%), Turquia (17%), França (13%) e Itália (7%), segundo dados de 2013.

A droga deverá ter sido usada em 2015 por 181 milhões de pessoas, entre os 15 e os 64 anos, tendo esse número sido de 22,1 milhões na UE, sendo a mais consumida no espaço comunitário.

No mercado de cannabis, Portugal surge entre a República Checa, Itália, Suécia, Inglaterra e Gales, como os locais onde os consumidores compram em casas particulares, "sugerindo um mercado de proximidade".

Outra referência a Portugal foi encontrada no capítulo sobre tráfico de heroína, que é coordenado sobretudo por organizações criminais turcas, paquistanesa e albanesas.

"A heroína é transportada a partir da área de produção por terra, mar e ar para o mercado de destino. Os principais portos de contentores de Roterdão e Antuérpia são um importante centro, enquanto os embarques do Paquistão para o Reino Unido e em Espanha (Barcelona) depois fluem para Portugal, França e Itália", lê-se.

Portugal, a par da Espanha, no Sul da Europa e os portos holandeses e belgas, no Norte, são os "mais importantes pontos de entrada para a cocaína da América do Sul chegar ao mercado europeu".

"Os países que mais apreenderam cocaína entre 2011 e 2014 foram Espanha e Bélgica, seguidos de França, Itália, Reino Unido e Portugal (não havendo dados para a Holanda)", lê-se.

No capítulo sobre a cocaína, Portugal foi um dos países onde foram identificados laboratórios de extração secundária, tal como Espanha, Holanda e Polónia.

O relatório explicou que a cocaína é traficada através da sua incorporação em materiais como o plástico, fertilizantes, papel ou roupa e que é recuperada através de um processo de extração secundária.

Com dados relativos a 14 países, a Europol listou os países com maior número de interceções de cocaína em correios aéreos em 2013: "Holanda e Espanha, seguidos de França e Portugal e depois Reino Unido, Itália, Alemanha e Bélgica

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Bruno de Carvalho e Octávio Machado suspensos

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o diretor-geral para o futebol, Octávio Machado, foram esta terça-feira suspensos pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, na sequência de uma queixa apresentada pelo Benfica em novembro de 2015.

  • Corredora exausta é levada ao colo até à meta na meia maratona do amor
    1:06

    Mundo

    Aconteceu este domingo em Filadélfia, EUA. A poucos metros da meta uma corredora exausta é amparada por dois colegas. Mas o cansaço é tanto que fica sem força nas pernas. É quando aparece a terceira ajuda. Um homem volta para trás e leva-a no colo até à meta. A centímetros do fim larga-a para que a corredora possa atravessar a meta pelo seu próprio pé.

    Patrícia Almeida

  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho