sicnot

Perfil

País

Autópsia de estudante universitário do Porto conhecida em junho

O Instituto de Medicina Legal informou hoje que o estudante universitário que morreu na sexta-feira no Porto, alegadamente vítima de queda involuntária, foi autopsiado no sábado e que os resultados completos só estão prontos em início de junho.

Joel Rafael estudante universitário assassinado no parque de estacionamento da FEUP (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto)

Joel Rafael estudante universitário assassinado no parque de estacionamento da FEUP (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto)

"Há uma autópsia feita no sábado e o médico legista pediu exames complementares, um procedimento habitual nesta casa, na área da toxicologia e histologia", explicou à Lusa fonte oficial do Instituto de Medicina Legal, frisando que os resultados só estão prontos dentro de sete a oito semanas.

O Instituto de Medicina Legal asseverou hoje que o relatório da autópsia de Joel Rafael "não está feito, nem está assinado" e que só vai estar pronto no "início de junho", porque os "exames de histologia são os mais demorados".

Joel Rafael, de 20 anos, era estudante do ano zero no Instituto Superior de Contabilidade e Administração, do Politécnico do Porto, apareceu ferido na zona do polo universitário da Asprela, no Porto, foi assistido pelo Instituto Nacional de Emergência Médica, e veio a morrer no Hospital de São João do Porto.

A Polícia Judiciária avançava na sexta-feira, dia 1 de abril, que os indícios recolhidos naquele dia sobre a morte do estudante universitário no Porto sugerem que houve "uma queda involuntária" da própria vítima.

A Judiciária adiantava à agência Lusa que ia continuar a recolher depoimentos dos elementos envolvidos no caso da morte do estudante do Ensino Superior.

"A queda dever-se-á a uma intervenção voluntária de uma amiga que tentou separar a vítima dos agressores. E foi nessa separação que terá caído e não voltou a levantar-se", explicou à Lusa fonte da Polícia Judiciária, explicando que estas informações têm na sua base as diligências da Judiciária e a recolha de imagens captadas por câmaras de videovigilância.

A hipótese de a altercação entre grupos de estudantes ou praxes académicas ser a causa direta da morte do estudante, natural de Baião, está, para já, afastada, adiantou a mesma fonte policial.

Lusa

  • Morte de estudante no Porto foi acidental
    1:31

    País

    Afinal a morte do estudante de 20 anos junto à Faculdade de Engenharia do Porto foi acidental. Fonte da Polícia Judiciária disse à SIC que o jovem morreu com um traumatismo craniano, provocado por uma queda involuntária, durante um conflito entre universitários, nesta madrugada. Uma amiga terá empurrado a vítima involuntariamente na tentativa de acalmar os estudantes.

  • Estudante assassinado no parque de estacionamento da FEUP
    1:43

    País

    Um estudante de 20 anos foi brutalmente assassinado, esta madrugada, junto à Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. O jovem terá sido espancado até à morte por um grupo de quatro indivíduos, no parque de estacionamento. Ainda foi transportado para o Hospital de São João, mas não resistiu aos ferimentos.

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.