sicnot

Perfil

País

Chamas destruíram três embarcações na doca do Bom Sucesso, Lisboa

O incêndio ao início da madrugada de hoje em embarcações atracadas na doca do Bom Sucesso, em Belém, Lisboa, "estava extinto" à 01:45 e não terá causado vítimas, disse o Comandante da Capitania do Porto de Lisboa.

SIC

Malaquias Domingues adiantou à Lusa, no local, que há três embarcações de recreio "gravemente afetadas", não se sabendo até à hora em que o incêndio foi dado como extinto e entrou em fase de rescaldo se outras "poderão ter sido afetadas devido às altas temperaturas".

O comandante disse ainda que "até ao momento não há registo de feridos ou de vítimas mortais"

A mesma fonte adiantou que a Polícia Marítima vai abrir uma investigação para tentar apurar as causas do incêndio, cujo alerta foi dado às 23:55 por um grupo de jovens que circulava na zona, via 112.

Segundo a mesma fonte, o incêndio terá tido incício numa embarcação, alastrando-se depois a outras duas, tendo-se registado várias explosões, a última das quais cerca da 01:15.

De acordo com fonte dos bombeiros, as explosões terão sido provocadas por garrafas de gás pertencentes às embarcações e a última devido à inflamação do combustível de um dos barcos de recreio atingido pelas chamas.

No local esteve um forte aparato de socorro, com cerca de 40 operacionais do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa, apoiados por 14 viaturas, bem como elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), da Polícia Marítima e da PSP.

Algumas dezenas de curiosos e de traseuntes juntaram-se em redor da doca do Bom Sucesso, coberta por uma forte nuvem de fumo e onde chamas potentes consumiram as embarcações, que são construídas com materiais altamente inflamáveis.

Malaquias Marques disse que a Polícia Marítima ainda vai nas próximas horas identificar os proprietários das embarcações atracadas em redor das quais ocorreu o sinistro.

Segundo imagens transmitidas em direto pela CM TV, cerca das 02:10, uma das embarcações afetada pelo fogo estava a afundar.

Os trabalhos de resclado vão continuar pela madrugada.

Lusa

  • Operação de combate às chamas em embarcações em Belém
    4:06

    País

    O Comandante do Porto de Lisboa, Malaquias Domingues, explica como estão a decorrer as operações de combate ao incêndio que deflagrou numa embarcação na Doca do Bom sucesso, em Belém. A maior preocupação autoridades tem sido controlar o fogo, ainda ativo, numa das embarcações. Até ao momento não há indícios do que poderá ter causado o incêndio que se alastrou para outras duas embarcações.

  • Bombeiros combatem incêndio em três embarcações em Belém

    País

    Pelo menos três embarcações estão a arder na Doca do Bom Sucesso, em Belém, perto do Padrão dos Descobrimentos. No local já se encontram pelo menos 40 bombeiros apoiados por 14 viaturas. De acordo com os Bombeiros Sapadores de Lisboa, o incêndio terá começado com uma explosão numa das embarcações. Não há vítimas a registar.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19