sicnot

Perfil

País

Pacotes de açúcar vão ter menos quantidade a partir de 2017

A partir de janeiro do próximo ano, todos os pacotes de açúcar distribuídos na cafeteria e restauração terão menor quantidade, fruto de um acordo hoje assinado entre a indústria e as autoridades de saúde.

© Phil Noble / Reuters

O acordo estabelece uma redução por cada pacote, que passará a conter entre cinco e seis gramas de açúcar, em vez dos atuais seis a oito gramas, segundo explicou à agência Lusa o presidente da Associação de Refinadores de Açúcar de Portugal.

Contudo, o diretor-geral da Saúde, Francisco George, admite que o ideal será conseguir que a quantidade de açúcar máxima em cada pacote seja de quatro gramas.

Francisco George frisou que o principal objetivo deste acordo é "dar um sinal a todos os portugueses" de que devem diminuir a ingestão de açúcar na sua alimentação, lembrando os seus efeitos na produção de insulina e o contributo para o desenvolvimento de diabetes, doença que é o tema central do Dia Mundial da Saúde, que hoje se assinala.

Para o representante dos industriais do açúcar, Francisco Avillez, esta mudança não será sentida de forma significativa pelos consumidores, mas admite que terá impactos na indústria.

"As empresas vão reduzir a sua rentabilidade, mas estão conscientes de que é o melhor para os portugueses", afirmou, não adiantando contudo o montante das perdas com a redução da quantidade de açúcar nas embalagens.

Os protocolos hoje assinados para "o consumo responsável e equilibrado de açúcar" integram também a Associação Industrial e Comercial do Café e a Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal.

Lusa

  • Pacotes de açucar podem passar a ter metade da quantidade
    1:51

    País

    Os pacotes de açúcar servidos nos cafés e restaurante podem passar a ter metade da quantidade, 4 gramas em vez dos habituais 8 gramas. A proposta da Direção Geral da Saúde foi já entregue ao ministro e pretende diminuir o consumo e consequentemente a taxa de doenças crónicas como a diabetes ou a obesidade.

  • Alianças do PS marcam discursos no Congresso do PS
    2:51
  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.