sicnot

Perfil

País

Vasco Pulido Valente diz estar à espera das bofetadas de João Soares

Vasco Pulido Valente diz estar à espera das bofetadas de João Soares

O ministro da Cultura usou, esta manhã, uma rede social para prometer bofetadas a dois conhecidos cronistas do Público, Augusto M. Seabra e Vasco Pulido Valente, que o criticaram em artigos de opinião. Augusto M. Seabra acusa João Soares de atentar contra a liberdade de expressão e Vasco Pulido Valente diz estar à espera das bofetadas.

  • "João Soares deve achar isto o máximo"
    3:20

    Ricardo Costa

    "O mínimo que pode fazer é um pedido de desculpas imediato", diz Ricardo Costa sobre o ministro da Cultura e as declarações hoje publicadas no Facebook, onde promete "um par de bofetadas" a dois cronistas. No entender do diretor de Informação da SIC, João Soares "tem abusado de forma publica do seu direito à crítica" e que até "deve achar isto o máximo, o que ainda é mais bizarro".

  • PSD, CDS e BE condenam declarações de João Soares
    1:19

    País

    Esta manhã o ministro da Cultura prometeu, nas redes sociais, bofetadas a dois cronistas do Público: Augusto M. Seabra e Vasco Pulido Valente. O PSD diz que as palavras de João Soares são inqualificáveis, o CDS exige um pedido de desculpas e o Bloco de esquerda também condena as afirmações do ministro.

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41