sicnot

Perfil

País

Interrogatório de arguidos da Operação Aquiles está atrasado

Interrogatório de arguidos da Operação Aquiles está atrasado

Estão atrasados os trabalhos no segundo dia de interrogatórios aos detidos no âmbito da Operação Aquiles, entre eles dois elementos da judiciária e um militar da GNR. A jornalista da SIC Sara Antunes de Oliveira dá conta das últimas informações sobre o caso.

  • PJ detém inspetor chefe no ativo e coordenador reformado

    País

    A Polícia Judiciária deteve hoje um inspetor chefe no ativo e um coordenador reformado da própria PJ, por suspeitas de corrupção e branqueamento de capitais. Em comunicado, a PJ adianta que, no total, foram detidos 15 homens na operação denominada "Aquiles".

  • Dois elementos da PJ detidos por suspeitas de envolvimento em redes de tráfico de droga
    1:03

    País

    Um inspetor chefe da Polícia Judiciária e um coordenador já reformado estão entre os 15 detidos da Operação Aquiles. São suspeitos de corrupção, branqueamento de capitais e tráfico de droga. Os 15 detidos têm idades entre os 39 e os 60 anos. Os dois elementos da Polícia Judiciária terão estado envolvidos com várias redes de tráfico de droga e recebido avultadas quantias de dinheiro para permitir a entrega de droga em Portugal.

  • Inspetores da PJ suspeitos de corrupção ainda não foram ouvidos por juiz
    1:46

    País

    Só hoje serão ouvidos pelo juiz Carlos Alexandre o inspetor chefe e o antigo coordenador da Polícia Judiciária suspeitos de estarem a soldo de traficantes de droga. A identificação dos arguidos da Operação Aquiles está atrasada, porque o Ministério Público ainda está a reunir e a analisar toda a documentação apreendida nas buscas.

  • Inspetores da PJ suspeitos de corrupção começaram a ser ouvidos no TCIC
    2:15

    País

    Começaram a ser ouvidos os dois elementos da Polícia Judiciária e os outros 12 detidos da operação Aquiles. Suspeitos de corrupção, tráfico de droga, associação criminosa e branqueamento de capitais, os arguidos têm pela frente uma longa maratona de interrogatórios. As diligências começaram bem cedo no Tribunal Central de Instrução Criminal.

  • Dois advogados constituídos arguidos na Operação Aquiles
    2:09

    País

    A inquirição dos arguidos da Operação Aquiles, em que dois elementos da Judiciária são suspeitos de corrupção e tráfico de droga, está para durar. Além dos polícias, também dois advogados foram hoje constituídos arguidos mas puderam sair em liberdade, com termo de identidade e residência. No Tribunal Central de Instrução Criminal ainda só foram ouvidos dois dos 14 detidos.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.