sicnot

Perfil

País

João Soares pede demissão do cargo de ministro da Cultura

O ministro da Cultura apresentou hoje ao primeiro-ministro a demissão, invocando razões de solidariedade com o Governo. João Soares abandona o executivo na sequência do já chamado "caso das bofetadas", mas diz: "não aceito prescindir do direito à expressão da opinião e palavra".

António Costa já aceitou o pedido de demissão, cujo anúncio é feito num comunicado enviado à agência Lusa:

"Torno público que apresentei esta manhã ao senhor primeiro-ministro, António Costa, a minha demissão do XXI Governo Constitucional. Faço-o por razões que têm a ver com a minha profunda solidariedade com o Governo e o primeiro-ministro, e o seu projeto político de esquerda".

No mesmo comunicado, João Soares sublinha "o privilégio que representou" para ter integrado este Governo.

"E ter trabalhado com o primeiro-ministro, a quem agradeço a confiança. Demito-me também por razões que têm a ver com o meu respeito pelos valores da liberdade. Não aceito prescindir do direito à expressão da opinião e palavra", acrescenta.

Ontem, João Soares escreveu na rede social Facebook prometendo "salutares bofetadas" ao sociólogo Augusto M. Seabra pelas críticas de falta de linha de ação política e "estilo de compadrio, prepotência e grosseria" que este lhe fez. Mais tarde, explicou que reagiu a "ataque pessoal insultuoso" e pediu desculpa se ofendeu alguém com a publicação.

Ao final do dia, o primeiro-ministro, António Costa pediu desculpa aos dois cronistas e disse ainda que já recordou os membros do Governo que devem ser contidos na maneira como expressam as emoções em público.

Última atualização às 13:10/Com Lusa

  • António Costa pede desculpa aos cronistas do Público
    1:17

    País

    O primeiro-ministro reagiu, esta noite, à polémica que envolve o ministro da Cultura. João Soares usou uma rede social para prometer bofetadas a dois conhecidos cronistas do Público, que o criticaram em artigos de opinião. Questionado pelos jornalistas se mantém a confiança no ministro, António Costa não quis responder, limitou-se a pedir desculpa aos dois cronistas e disse ainda que já recordou os membros do Governo que devem ser contidos na maneira como expressam as emoções em público.

  • Vasco Pulido Valente diz estar à espera das bofetadas de João Soares
    3:20

    País

    O ministro da Cultura usou, esta manhã, uma rede social para prometer bofetadas a dois conhecidos cronistas do Público, Augusto M. Seabra e Vasco Pulido Valente, que o criticaram em artigos de opinião. Augusto M. Seabra acusa João Soares de atentar contra a liberdade de expressão e Vasco Pulido Valente diz estar à espera das bofetadas.

  • As polémicas de João Soares
    2:29

    País

    O ministro da Cultura usou, esta manhã, as redes sociais para prometer bofetadas a dois conhecidos cronistas do jornal Público. As declarações de João Soares provocaram várias reações entre os partidos políticos. Esta não é a primeira vez que o agora governante se vê envolvido em vários episódios relacionados com a sua opinião. O apoio à UNITA contra o governo de Angola, as críticas a António Costa e mais recentemente o pré-anúncio da demissão do presidente do Centro Cultural de Belém são alguns dos casos.

  • Leitão Amaro diz que João Soares colocou em causa o princípio da liberdade
    1:44

    País

    O deputado do PSD António Leitão Amaro diz que as declarações de João Soares colocam em causa o princípio da liberdade e que por isso o ministro não tem condições para continuar. Já João Ferreira do PCP diz que este é um não assunto e que deveria ser uma oportunidade para discutir a situação de emergência no setor da Cultura.

  • "Ministro de quê?", agências internacionais noticiam polémica de João Soares

    País

    As agência Reuters, France Presse e Associated Press (AP) dão hoje conta da polémica reação do ministro da Cultura aos artigos de opinião publicados no jornal Público. A Reuters refere que os críticos de João Soares exigem agora a demissão do governante e, perante inusitada reação de um responsável pela pasta Cultura, coloca a seguinte questão: "Ministro de quê?. A AP manifesta estranheza por João Soares continuar ainda no Governo.

  • Meryl Streep mais uma vez candidata a um Óscar

    Óscares 2017

    Aos 67 anos, Meryl Streep soma mais uma nomeação para aqueles que são os prémios mais cobiçados de Hollywood. A atriz foi nomeada pela interpretação em "Florence, Uma Diva Fora de Tom". Esta é vigésima vez que a Academia reconhece o trabalho da atriz, que já levou o Óscar para casa três vezes.

    Miguel Domingos

  • Polanski recusa presidir aos "César" por caso de violação em 1977
    1:55

    Cultura

    Roman Polanski já não vai presidir à cerimónia dos prémios César, o equivalente aos Óscares em França. A decisão de se afastar foi tomada esta terça-feira pelo próprio cineasta, na sequência da polémica em que se viu envolvido assim que foi convidado. Em 1977, Polanski foi acusado de ter violado uma adolescente de 13 anos, na Califórnia, declarando-se culpado. O realizador foi agora pressionado por associações feministas, redes sociais e pela ministra francesa dos direitos das mulheres. O diretor do Festival de Cannes Thierry Fremaux diz que falou com o realizador e acha que não é necessário "adicionar mais problemas ao problema".

  • Marcelo quer fazer mais e melhor no segundo ano de mandato
    0:48
  • "Andem lá com isso!"
    0:42
  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.