sicnot

Perfil

País

Parlamento adia votação sobre situação profissional de Maria Luís Albuquerque

A subcomissão parlamentar de ética da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias adiou para quarta-feira a votação do relatório sobre a situação profissional da deputada do PSD Maria Luís Albuquerque. Os partidos não se entenderam quanto à proposta do PCP em enviar o parecer da comissão ao Ministério Público.

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Em causa está o novo cargo de Maria Luís Albuquerque como administradora não executiva da empresa britânica Arrow Global e a eventual incompatibilidade com o atual lugar de deputada e com a anterior função de ministra das Finanças.

Uma segunda resposta das Finanças a anteriores pedidos de informação de PS, BE e PCP, no qual o gabinete de Mário Centeno fala de "outra informação sujeita a sigilo fiscal e que, por esse motivo, não é remetida", algo que os comunistas consideram impeditivo que o texto final conclua "pela inexistência de incompatibilidades ou impedimentos previstos no Regime Jurídico de Incompatibilidades e Impedimentos dos Titulares de Cargos Políticos e Altos Cargos Públicos".

No parecer da subcomissão parlamentar está escrito que não há ilegalidade na contratação de Alburquerque para a Arrow, mas o PCP considera que o Parlamento não teve acesso a toda a informação e quer incluir o processo de alienação do Banif.

EM ATUALIZAÇÃO/Última atualização às 10:42

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.