sicnot

Perfil

País

Parlamento adia votação sobre situação profissional de Maria Luís Albuquerque

A subcomissão parlamentar de ética da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias adiou para quarta-feira a votação do relatório sobre a situação profissional da deputada do PSD Maria Luís Albuquerque. Os partidos não se entenderam quanto à proposta do PCP em enviar o parecer da comissão ao Ministério Público.

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Em causa está o novo cargo de Maria Luís Albuquerque como administradora não executiva da empresa britânica Arrow Global e a eventual incompatibilidade com o atual lugar de deputada e com a anterior função de ministra das Finanças.

Uma segunda resposta das Finanças a anteriores pedidos de informação de PS, BE e PCP, no qual o gabinete de Mário Centeno fala de "outra informação sujeita a sigilo fiscal e que, por esse motivo, não é remetida", algo que os comunistas consideram impeditivo que o texto final conclua "pela inexistência de incompatibilidades ou impedimentos previstos no Regime Jurídico de Incompatibilidades e Impedimentos dos Titulares de Cargos Políticos e Altos Cargos Públicos".

No parecer da subcomissão parlamentar está escrito que não há ilegalidade na contratação de Alburquerque para a Arrow, mas o PCP considera que o Parlamento não teve acesso a toda a informação e quer incluir o processo de alienação do Banif.

EM ATUALIZAÇÃO/Última atualização às 10:42

  • Parabéns! Portugal faz hoje 839 anos

    País

    É dia de cantar os parabéns. Portugal celebra esta quarta-feira 839 anos, depois de a 23 de maio de 1179 o Papa Alexandre III ter emitido a bula "Manifestis Probatum" onde reconhece o território como reino independente.

    SIC

  • Cachalote-pigmeu morreu pouco tempo depois de dar à costa em Lisboa
    1:13
  • Presidente da República apoia reforma "quanto antes" do Tribunal de Contas
    1:13

    País

    O Presidente da República defendeu esta manhã uma reforma do Tribunal de Contas para que se adeque a lei que prevê o controlo das entidades públicas. Para Marcelo Rebelo de Sousa, se a lei der melhores meios de controlo e for de mais rápida aplicação, vai dissuadir casos de má gestão de dinheiros públicos que acabam por resultar em crimes.

  • PSD compara SNS a um "cenário de guerra", Centeno desdramatiza
    2:44

    Economia

    O ministro das Finanças esteve esta amanhã no Parlamento e voltou a não comprometer-se com aumentos salariais na função pública no próximo ano. Deu mesmo a entender que a medida não é prioritária. A discussão passou também pelo Serviço Nacional de Saúde. Centeno desdramatizou as carências mas o PSD comparou o que s passa a um cenário de guerra.