sicnot

Perfil

País

Pais e antigos alunos do Colégio Militar rejeitam discriminação de alunos homossexuais

Os antigos alunos e os pais e encarregados de educação do Colégio Militar rejeitam discriminação sobre os alunos homossexuais na instituição.

Os antigos alunos e os pais e encarregados de educação do Colégio Militar rejeitam discriminação sobre os alunos homossexuais na instituição.

Os antigos alunos e os pais e encarregados de educação do Colégio Militar rejeitam discriminação sobre os alunos homossexuais na instituição.

Em comunicado, a Direção da Associação de Pais e Encarregados de Educação e a Direção da Associação dos Antigos Alunos do Colégio Militar lamentam profundamente a demissão do Chefe do Estado-Maior do Exército.

Agradecem os serviços prestados pelo General Carlos Jerónimo e realçam o trabalho da direção do colégio no sentido de contrariar eventuais preconceitos e promover soluções de integração, citando os projetos de pedagogia inclusiva desenvolvidos.

As associações frisam ainda que o Colégio Militar é e continuará a ser uma escola de valores que promove a união, o respeito pela diversidade e identidade de cada um.

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.