sicnot

Perfil

País

Março de 2016 foi o mais frio dos últimos 32 anos

O mês de março foi "muito frio" em Portugal continental com o valor da temperatura mínima mais baixo dos últimos 32 anos, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

LUSA

De acordo com o boletim climatológico do IPMA, publicado na sua página da Internet, os valores médios da temperatura máxima (15,69 graus Celsius) e da mínima (5,26 graus), foram inferiores ao normal.

"O valor da temperatura mínima do ar foi o mais baixo dos últimos 32 anos e o 6.º mais baixo desde 1931", adiantou o instituto.

Segundo o IPMA, durante o mês de março os valores da temperatura mínima foram quase sempre inferiores ao valor médio diário.

"O número de dias com temperatura do ar inferior ou igual a zero graus foi superior ao normal nas regiões do interior norte e centro, sendo que nestas zonas ocorreram noites frias, nomeadamente no período de 11 a 17 de março", realçou o instituto.

O menor valor da temperatura mínima foi registado no dia 1 de março em Miranda do Douro (distrito de Bragança), com -3,2 graus Celsius, e o maior valor da máxima ocorreu no dia 30 em Alcoutim (Faro) e Castro Verde (Beja), com 23,4 graus.

O IPMA classifica o mês de março como "muito frio", destacando que o valor médio da temperatura média do ar em Portugal continental (10,48 graus) foi inferior ao valor normal, sendo o mais baixo dos últimos 31 anos e o 13º mais baixo desde 1931.

No que diz respeito à precipitação, foram registados 67,0 milímetros, sendo próximo do valor médio normal (61,2 milímetros).

O boletim climatológico indica ainda que no final de março mantinha-se a situação de seca na região sul, sendo de destacar o interior do Baixo Alentejo e o Sotavento Algarvio em situação de seca moderada a severa.

De acordo com o índice meteorológico de seca do IPMA, no final de março 24,8% do território estava em situação de seca fraca e 11,3% em seca moderada a severa.

Lusa

  • Fevereiro mais quente desde que há registo
    1:02

    Mundo

    As temperaturas do planeta continuam a bater recordes. O mês de fevereiro foi o mais quente desde que há registo. Os dados foram divulgados pela NASA, e mostram que a temperatura da Terra subiu em média 1,35 graus centígrados. Estes recordes não são novidade, visto que 2015 foi o ano mais quente de sempre. Os ambientalistas garantem que estas temperaturas são um alerta para as alterações climáticas.

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.