sicnot

Perfil

País

Chefes de repartições de finanças detidos em megaoperação da PJ

Uma megaoperação da Polícia Judiciária e do Ministério Público está em curso, com buscas em várias repartições de finanças e residências, sobretudo na Grande Lisboa. Em causa estão suspeitas de corrupção e muitos milhões de euros. A Procuradoria-Geral da República e a PJ confirmam mais de 10 detenções, incluindo de chefes de repartições.

Última atualização às 12:22

Mais de uma dezena de pessoas foram detidas por suspeitas de corrupção ativa e passiva informou a Procuradoria-Geral da República. Entre os suspeitos estão técnicos de administração tributária, inspectores tributários, chefes de finanças, um diretor de serviços da Autoridade Tributária, um diretor de finanças adjunto, um membro do Centro de Estudos Fiscais e Aduaneiros, advogados, técnicos oficiais de contas e empresários.

A investigação tem como alvos dirigentes e funcionários das Finanças, assim como empresários. Em comunicado, a Autoridade Tributária já fez saber que está a colaborar com as autoridades.

Ao que a SIC apurou, empresas com dívidas ao fisco obtinham declarações de regularização de dívidas, emitidas pelas repartições de finanças mas com dados falsos, o que lhes permitia participar em concursos públicos.

É uma operação de grande dimensão, com mais de 200 funcionários da PJ envolvidos. O número de buscas é superior a 100, sobretudo na Grande Lisboa mas também em outros locais.

A 8ª Repartição de Finanças de Lisboa, em Alvalade, é um dos locais onde decorrem buscas.

  • Dijsselbloem mostra algum arrependimento mas recusa demitir-se
    2:40

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas escusa-se a comentar essa possibilidade. Para já, o holandês não se demite do cargo. Esta quinta-feira ouviu as críticas dos eurodeputados no Parlamento Europeu.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.