sicnot

Perfil

País

Jornadas parlamentares do CDS nos Açores, a 6 e 7 de junho

As jornadas parlamentares do CDS-PP, marcadas para 6 e 7 de junho, irão realizar-se nos Açores, região que terá eleições para a Assembleia Legislativa no outono.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O líder da bancada do CDS-PP, Nuno Magalhães, adiantou que, apesar de o programa não estar ainda fechado, o objetivo é que sejam "umas jornadas parlamentares dinâmicas, fugindo ao modelo clássico de haver apenas e só painéis".

"Vamos procurar um contacto intenso com a população, fazer visitas, conhecer a realidade", disse Nuno Magalhães.

Quanto aos temas em debate irão abranger matérias nacionais e regionais e serão acertados com o CDS-Açores, acrescentou o líder parlamentar democrata-cristão.

Relativamente ao facto das jornadas se irem realizar nos Açores, Nuno Magalhães reconheceu que o aproximar de "um momento importante" como as eleições regionais pesou na decisão, sublinhando que o objetivo do grupo parlamentar do CDS-PP é ajudar "num combate que será difícil", mas em relação ao qual o partido tem "grande esperança e confiança".

"Eles no CDS Açores é que definem a sua forma de fazer campanha, o seu programa, são se trata de nenhum interferência ou ingerência, trata-se de ajudar dentro do possível", vincou.

Nuno Magalhães escusou-se, para já, a revelar em que ilha ou ilhas dos Açores irão decorrer as jornadas parlamentares.

Nas últimas eleições para a Assembleia Legislativa da região Autónoma dos Açores, o CDS-PP elegeu três deputados - um pelo círculo eleitoral da ilha Terceira, outro pelo círculo eleitoral da ilha de São Jorge e um pelo círculo regional de compensação.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.