sicnot

Perfil

País

Nove dos 15 arguidos da Operação Aquiles em prisão preventiva

O Tribunal Central de Instrução Criminal decidiu hoje colocar em prisão preventiva nove dos arguidos da "Operação Aquiles", entre os quais os dois destacados elementos da PJ e um militar da GNR.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

"Os restantes seis arguidos ficam sujeitos a apresentações periódicas no órgão de polícia criminal mais próximo das respetivas residências, à proibição de ausência do território nacional e também à proibição de contactos, designadamente com os restantes arguidos do processo", refere, em nota enviada à agência Lusa, a Procuradoria-Geral da República.

A "Operação Aquiles" foi desencadeada a semana passada e foram constituídos 17 arguidos, 15 dos quais hoje presentes a tribunal.

Os outros dois são advogados e ficaram sujeitos a termo de identidade a residência.

O processo envolve suspeitas de corrupção ativa e passiva, tráfico de droga agravado, associação criminosa e branqueamento de capitais. A investigação está a cargo da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, em colaboração com a Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefaciente, num inquérito dirigido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal.

  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.

  • PJ de Portimão deteve italiano foragido
    0:55

    País

    A Polícia Judiciária de Portimão deteve em Lagos um homem italiano que aguardava extradição. O antigo piloto de automóveis esteve foragido durante quase um ano, depois de ter cortado a pulseira eletrónica.