sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê, nas regiões do norte e centro, céu geralmente muito nublado, aguaceiros, por vezes fortes no litoral a norte do Cabo Mondego, passando a períodos de chuva nas regiões do litoral no final do dia, queda de neve acima de 1200/1400 metros, subindo gradualmente a cota para os pontos mais altos da Serra da Estrela e possibilidade de ocorrência de trovoada.

A previsão aponta ainda para vento moderado do quadrante sul, soprando por vezes forte com rajadas até 70 quilómetros por hora no litoral a partir da tarde e nas terras altas será moderado a forte, tornando-se gradualmente forte com rajadas até 90 quilómetros por hora a partir da tarde.

Está ainda prevista uma pequena subida da temperatura mínima.

No sul, prevê-se períodos de céu muito nublado, aguaceiros, diminuindo de intensidade e de frequência a partir do meio da tarde e vento fraco a moderado do quadrante sul, soprando moderado a forte com rajadas até 70 quilómetros por hora nas terras altas a partir do final da tarde.

Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre 12 e 17 graus Celsius, no Porto entre 11 e 16, em Vila Real entre 06 e 14, em Viseu entre 05 e 14, em Bragança entre 05 e 14, na Guarda entre 04 e 11, em Coimbra entre 10 e 17, em Castelo Branco entre 08 e 16, em Santarém entre 09 e 19, em Évora entre 08 e 19, em Beja entre 09 e 19 e em Faro entre 12 e 19.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.