sicnot

Perfil

País

Parecer que "iliba" ex-ministra aprovado com abstenção do PS

A subcomissão de ética da 1.ª Comissão Parlamentar (Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias) aprovou hoje o parecer que afasta incompatibilidades ou impedimentos da deputada social-democrata Maria Luís Albuquerque, nomeada diretora não executiva do grupo britânico Arrow Global. O PS absteve-se e BE e PCP votaram contra.

Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças.

Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças.

© Rafael Marchante / Reuters

PSD e CDS-PP votaram a favor do documento elaborado pelo deputado social-democrata Paulo Rios de Oliveira, que acolheu sugestões de alteração de outros grupos parlamentares, o PS absteve-se e BE e PCP votaram contra o parecer.

Um mês e 10 dias depois da confirmação da contratação da agora vice-presidente do PSD e ex-ministra das Finanças por aquele conglomerado de gestão de créditos, incluindo ligações a Banif, o Millennium BCP ou Montepio, o relatório atesta que as funções "não contendem com o seu mandato parlamentar, nem com o regime em que a mesma o exerce", mas recomenda a atualização da sua declaração de rendimentos junto do Tribunal Constitucional.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.