sicnot

Perfil

País

Crime de maus tratos a animais de companhia subiu 51% em 2016

Os crimes relacionados com maus tratos e abandono de animais de companhia aumentaram 51% no primeiro trimestre do ano em relação ao mesmo período de 2015, indicou hoje a GNR.

Manchul Kim

Num comunicado, a Guarda Nacional Republicana adianta que, no âmbito da fiscalização de maus tratos a animais de companhia, participou aos tribunais 167 crimes no primeiro trimestre de 2016, mais 51 do que em igual período de 2015.

Nos primeiros três meses do ano, a GNR recebeu 1.101 denúncias, mais 243 do que em igual período de 2015, correspondendo a um aumento de 25%.

As contraordenações também aumentaram 31%, entre janeiro e março, tendo a GNR registado 1.567 autos, mais 403 do que no primeiro trimestre de 2015.

Segundo a corporação, as multas foram maioritariamente levantadas por falta de chip de identificação, vacinação ou condições higieno-sanitárias.

Pela primeira vez, a GNR traça o perfil por género dos 381 suspeitos identificados, no universo dos 655 crimes praticado em 2015.

A GNR concluiu que 77% dos autores de maus tratos a animais de companhia são homens, número que baixa para 56% no caso do abandono.

No comunicado, a GNR refere ainda que os cidadãos podem denunciar situações que possam violar a lei através da linha "SOS Ambiente e Território" (808200520), que está disponível 24 horas e tem uma cobertura nacional.

Lusa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite