sicnot

Perfil

País

Portugal foi um dos países com maior aumento da desigualdade nas crianças

Portugal foi um dos países que registou o maior aumento da desigualdade no rendimento das famílias com crianças, revela um relatório da Unicef que analisou 41 países da União Europeia e da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

© Ognen Teofilovski / Reuters

"Nos grandes países do sul da Europa, Grécia, Espanha, Itália e Portugal, registaram-se diferenças nos rendimentos superiores a 60%, tal como em Israel, no Japão e no México", refere o relatório "Equidade para as crianças: Uma tabela classificativa das desigualdades de bem-estar das crianças nos países ricos", que analisa as disparidades em termos de rendimento, desempenho escolar, problemas de saúde e satisfação com a vida reportados pelas próprias crianças.

Segundo o documento, o maior aumento na desigualdade, de pelo menos 5%, foi registado em quatro países do sul da Europa, Espanha, Grécia, Itália e Portugal, e em três países da Europa Oriental: Eslováquia, Eslovénia e Hungria.

Em todos estes países, com exceção da Eslováquia, o rendimento médio das famílias com crianças desceu, refere o relatório "Equidade para as crianças: Uma tabela classificativa das desigualdades de bem-estar das crianças nos países ricos".

O relatório salienta que o mercado de trabalho determina em grande parte o rendimento das famílias com crianças, em especial após uma crise económica, quando aumentam as taxas de desemprego e o trabalho precário.

Alerta ainda que, no nível de rendimentos mais baixos, "abundam de forma desproporcionada" os casos de crianças que vivem em lares onde todos os membros da família estão desempregados, uma situação verificada em todos os países europeus.

A nível da desigualdade na saúde, Portugal ocupa a 7.ª posição, atrás da Áustria, Alemanha, Suíça, Noruega, Dinamarca e Finlândia, refere o relatório, que classifica os países em função das diferenças em matéria de saúde assinaladas pelas crianças.

Já a nível da desigualdade na educação Portugal ocupa o 19.º lugar na tabela e o 18.º no que respeita à desigualdade em matéria de satisfação de vida das crianças.

Quando as crianças classificam a sua satisfação com a vida numa escala de um a 10, a pontuação mediana é oito, porém, as crianças que estão no ponto mais baixo dos níveis de pobreza ficam a uma distância muito grande dos seus pares.

Em todos os países, as raparigas entre os 13 e os 15 anos manifestam uma menor satisfação com a vida do que os rapazes.

O relatório analisou também a desigualdade a nível da alimentação saudável, um indicador em que Portugal se encontra no grupo de países onde os valores caíram para indicadores mais baixos do que os valores médios.

A fim de melhorar o bem-estar das crianças, o relatório propõe aos governos que considerem como prioritário proteger os rendimentos dos agregados familiares das crianças mais pobres e promover o sucesso escolar das crianças mais desfavorecidas.

Propõe ainda aos governos que apoiem estilos de vida saudáveis para todas as crianças e coloquem a equidade no centro das agendas relativas ao bem-estar das crianças.

Lusa

  • Desigualdades entre as crianças acentuaram-se em muitos países ricos

    País

    As desigualdades entre as crianças mais desfavorecidas e as restantes têm vindo a aumentar em muitos países ricos, denuncia a UNICEF num relatório hoje divulgado. Em 19 dos países analisados, incluindo Portugal, Espanha, Grécia, e Itália, as crianças mais pobres dispõem de menos de metade dos rendimentos da criança média do seu país.

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twitter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.