sicnot

Perfil

País

Relação mantém juíza do caso que opõe Bárbara Guimarães a Carrilho

O Tribunal da Relação de Lisboa decidiu manter a juíza do caso que opõe Bárbara Guimarães a Manuel Maria Carrilho, Joana Ferrer Andrade.

O tribunal julgou improcedente os dois pedidos de recusa que tinham sido apresentados pelo Ministério Público e pela apresentadora de televisão.

A decisão foi tomada por maioria (2-1), com voto vencido de um dos juízes.

Em causa estavam as considerações feitas por Joana Ferrer na primeira sessão de julgamento, em fevereiro passado, quando a magistrada criticou em audiência a demora de Bárbara Guimarães em apresentar queixa contra Carrilho.

Tanto o Ministério Público como Bárbara Guimarães pediram então o afastamento da juíza, solicitando que fosse outra magistrada a julgar o caso.

Última atualização às 16:47/Com Lusa

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.